O que é plantscaping?

Atualizado: 2 de Set de 2019



Nos dias atuais, é comum que as pessoas se afastem da natureza e se aproximem dos grandes centros urbanos.


E a vida urbana costuma estar em volta dos escritórios, ambientes fechados e muitas vezes sem ventilação natural.


Dessa forma, a população perde o vínculo com o conceito da natureza e seus respectivos benefícios à saúde.


Muitos escritórios, por exemplo, não possuem sequer um vaso de plantas.


Normalmente, é porque não são adequados para receber tal e também não tem o conhecimento necessário sobre os seus benefícios.


Sabemos que a saúde envolve não só o bem-estar da equipe, mas todos os elementos que estão em volta dela.


Por exemplo:


  • Produtividade

  • Atenção nas tarefas que estão sendo realizadas

  • Bem-estar para todos que estão presentes no ambiente

  • Concentração e organização


E é por isso que nesse artigo vamos falar de plantscaping.


De forma simplificada, pode ser definido como um conjunto de estratégias para inserir plantas na decoração de interiores.


Mas fique tranquilo(a)!


Nós vamos nos aprofundar nesse campo de atuação e explicar seus detalhes.


Seja do seu conceito, das aplicações na vida urbana e relacionado com a arquitetura e o design.


Qual é a definição de plantscaping?


Em meio a cidades cheias de prédios e uma vida dentro do escritório, quem não se encanta por plantas e pelas suas cores exuberantes?


O conceito do plantscaping, também chamado de paisagismo interior, é reafirmar isso.


Podemos definir como um conhecimento de técnicas utilizadas por arquitetos especializados em paisagismo.


Entretanto, os cursos em design de interiores se tornam indispensáveis também.


O plantscaping não fica incluso apenas a arquitetura e ao paisagismo.


Mais do que isso, ele transita por diversas áreas e experiências.


A arte e a psicologia estão completamente interligadas com o plantscaping.


Em relação a psicologia, você sabia que as plantas deixam as pessoas mais felizes e entusiasmadas?


Assim como as cores mudam o comportamento das pessoas, como é dito na teoria da Psicologia das Cores.


Sobre o paisagismo em si, com essa estratégia usada por profissionais o intuito é trazer a beleza das plantas com os benefícios para a saúde e bem-estar das pessoas.


Parece uma tarefa simples, mas é um engano pensar dessa forma. Inclusive, é comum acontecer o uso de plantas de forma aleatória e errada nos espaços.


Em escritórios, por exemplo, é preciso saber harmonizar o ambiente com as plantas.


Cada planta precisa de um ambiente e cuidados especiais – cada planta possui características próprias, além de requerer atenção e cautela para exercer os cuidados.


O plantscaping é feito somente na decoração de interiores, ou seja, dentro dos ambientes escolhidos.


Pode ser solicitado em casas, escritórios, espaços de trabalho no geral, salas, restaurantes, cafeterias – enfim, na decoração do interior.


É bem versátil, você não acha?


A seguir, separamos as informações e dicas em alguns tópicos.


Vamos falar sobre a importância do paisagismo interior, as funções do profissional nesse ramo, a decoração, as plantas em ambientes corporativos e até mesmo sobre qualificação na hora de escolher o arquiteto.


Não vai parar por aqui, né?


Acompanhe:


Por que o plantscaping é importante?




Como abordamos anteriormente, o plantscaping é muito mais do que um elemento de decoração.


Por trás da estratégia, existe um conceito conectado com o meio ambiente e com a saúde das pessoas de forma geral.


Além disso, as plantas têm o poder de influenciar e inspirar as pessoas presentes no espaço em questão.


É comum se sentir bem, fazer conexões com a natureza e se sentir mais leve.


Isso é importante porque normalmente as pessoas não tem contato próximo com a natureza quando vivem em grandes centros urbano.


Dessa forma, além de estimular o bem-estar, o plantscaping ainda pode aumentar a produtividade e criatividade dos seus utilizadores.


Em escritórios, por exemplo, seria uma ótima forma de cativar a equipe e aproximar a natureza de uma forma simples.


Muitos funcionários percebem a ausência de criatividade, que resulta em estresse na maioria das vezes.


E por que não adquirir o paisagismo interior para aliviar esses sintomas e cooperar com o trabalho?


Desencadear doenças por conta do espaço de trabalho é mais comum do que aparenta.


Sem conforto adequado o resultado é dores de cabeça, febre, gripe, problemas respiratórios e até doenças mais graves.


Dessa forma, o conceito do plantscaping está conectado a isto.


Aliando as plantas na decoração de interiores, torna-se um lugar bonito e agradável para estar presente.


Plantscaping e a decoração


Elementos naturais na decoração, como as plantas, trazem uma harmonização única para o ambiente.


As plantas carregam sua própria identidade, onde fortalecem a importância da natureza – mesmo estando longe dela.


Ao implantar o paisagismo interno, você vai mudar o espaço que deseja.


O design se renova, as sensações e sentimentos se tornam diferentes e até mesmo o conforto muda.


A decoração de cada espaço é especifica.


O profissional avalia os tipos de plantas que podem ser selecionadas, os cuidados que é preciso ter conforme o lugar e a planta, as particularidades, entre outros.


Na estrutura o plantscaping também pode auxiliar porque as plantas reduzem a umidade, melhoram o conforto acústico e o conforto do ar, além de extrair o excesso de calor.


Outro assunto pertinente é do paisagismo nos ambientes corporativos.


Nem todos sabem do seu uso e dos benefícios que possui, e pensando nisso, decidimos abordar um pouco sobre esse tema a seguir.


Plantscaping no ambiente corporativo: todos nós sabemos que os escritórios e espaços corporativos no geral são carregados de sensações, sentimentos e ações.


O plantscaping é uma ótima alternativa para quem deseja ter um trabalho melhor, com mais qualidade e aproveitamento.


É comprovado por diversas teorias e estudos que as plantas tem o poder de mudar o humor das pessoas que estão rodeadas delas.


É incrível, não é? Uma solução tão próxima e até mesmo simples, pode fazer a diferença.


Falando sobre a produtividade do serviço, outra funcionalidade do plantscaping é diminuir o ruído do ambiente e dispor de conforto acústico.


O conforto acústico nada mais é do que o cuidado com sons para afastar a poluição sonora causada por elementos como movimentação de móveis, telefones e respectivas ligações, conversas, ruídos de sapatos e saltos, cadeiras sendo arrastadas e entre outros sons comuns em ambientes de trabalho.


Por isso, não pense duas vezes em valorizar o seu espaço ao agregar as estratégias de plantscaping.


Essa pode ser a solução que você tanto procurou e não tinha encontrado para aplicar no seu lugar.


Quais são as funções do plantscaper?




Como você pôde ver no decorrer do artigo, o profissional de paisagismo interior deve ter conhecimento em diversas áreas.


Sendo assim, selecionamos algumas das funções que esse profissional pode exercer:


  • Aconselhamento sobre a seleção de plantas;

  • Executar projetos relacionados ao paisagismo;

  • Telhados verdes;

  • Trabalho de design, específico para o paisagismo;

  • Informações de manutenção das plantas internas;

  • Realizar o acompanhamento das plantas adicionadas no ambiente;

  • Incluir a assistência de fertilização;

  • Podar;

  • Regar;

  • Ter conhecimento sobre o controle de doenças ou pragas;

  • Oferecer outros tipos de assistências necessárias, como de manutenção;

  • Recomendar a adição de outras plantas próprias para o ambiente.

São diversas funções, não é mesmo?


Após essa lista, nós gostaríamos de frisar um fator decisivo para o seu projeto arquitetônico de planstcaping: contratar profissionais qualificados.


Não é de hoje que profissionais que exercem suas funções com excelência são requisitados.


Por isso, busque por arquitetos especializados em paisagismo.


Não tenha medo de realizar pesquisas sobre os profissionais, fazer análises, ver seus projetos antigos e seu portfólio.


É preciso conhecer quem você está contratando – e claro, de que forma essa pessoa presta os seus serviços.


Não se iluda com profissionais que cobram a metade do preço, mas não fazem o trabalho completo – seja de execução, informações ou prazos.


É necessário investir em quem presta um serviço sério, organizado, pontual e criativo.


Não aceite menos para o seu projeto!


Em qualquer campo de atuação, isso é um diferencial.


Profissionais que exercem suas funções de forma responsável e seguindo as normas devem ser valorizados!


Dessa forma, anote aí: contratar arquitetos especializados e competentes é um fator importante para o seu projeto.


Não deixe isso passar.


Outro ponto importante é a reputação de quem oferece os serviços.


Não analise somente os projetos já feitos, pesquise sobre a gestão das tarefas, o andamento no decorrer das datas e se foi entregue no prazo correto.


São informações valiosas para nada sair errado no seu planejamento!


Somente profissionais com experiência e conhecimento necessário saberão aplicar as estratégias de plantscaping de maneira correta.


Como você viu anteriormente, as funções exercidas são repletas de técnicas e estudos específicos.


Portanto, somente alguém próprio para atuar na área poderá realizar um serviço com excelência, correto?!


Esperamos que você tenha gostado desse artigo e que desfrute das informações contidas nele.


O conceito de plantscaping pode ser algo relativamente novo para alguns ambientes, mas nós garantimos que é uma estratégia boa para a decoração de interiores e para impulsionar o contato com a natureza – oportunizando assim, diversos benefícios explicados no decorrer do artigo.


Obrigada por nos acompanhar até aqui. Até a próxima!