Plano de negócios: você fez a sua lição de casa?

Atualizado: 15 de Out de 2019



Não é raro ver empresas sem planejamento indo à falência.

Isso acontece porque elas não estão preparadas para o futuro e nem para possíveis imprevistos.

Para ser um empreendedor, você precisa estar seguro das suas decisões e colocar isso em questão, no seu foco principal.

Não basta só ter uma ideia inovadora e testar.

Você precisa saber quanto custará essa ideia, como anda o mercado nesse ramo, o que será preciso investir.

São muitas pesquisas realizadas antes de partir para a ação.

Infelizmente, muitos empreendedores novos acham que estão com tudo em mãos, que não pode acontecer nada de errado com o seu negócio.

E obviamente, isso se transforma em um erro grande no futuro.

Por isso, vamos falar de um tema muito importante para quem quer abrir um negócio ou aumentar o seu empreendimento: plano de negócios.

O que é o plano de negócios?

É colocar tudo o que você planeja para o seu negócio em um documento escrito.

Feito para certificar quais são os riscos e a segurança do seu futuro negócio.

É também o primeiro passo a ser dado antes de abrir uma empresa.

Na verdade, é a primeira etapa quando você tem uma ideia e ainda não sabe como colocar em prática – é o inicio de qualquer empreendimento.

Parece uma tarefa simples, mas é preciso colocar tudo no papel.

Suas ideias, suas metas, todo o seu plano para criar o seu negócio próprio.

Ao projetar esse plano, você vai ter noção de tudo o que pode acontecer quando criar sua empresa.

Ou seja, diminui muito suas chances de errar ao empreender.

Quais são os benefícios do plano de negócios?

Como frisamos anteriormente, o plano de negócios é feito, principalmente, para dar segurança ao empreendedor.

Esse plano é como um mapa do sucesso.

Ali você armazena o que precisa e o que almeja.

Você não pode seguir por um caminho sem saber qual trajeto deve seguir.

E é para isso que plano de negócios serve, para dar orientação e foco ao seguir suas próprias ideias.

Se você não listar suas ideias e ter certeza do que quer, não vai chegar em lugar nenhum.

Não hesite em colocar tudo o que pensa relacionado a isso no papel, é crucial para desenvolver um pensamento sobre o seu projeto.

O plano de negócios te faz obter um olhar crítico sobre as suas ações e ideias.

Como fazer um plano de negócios?



Agora que você já sabe que um plano de negócios é crucial para a segurança da sua empresa, vamos mostrar o que é colocado em pauta na hora de criá-lo:

Análise de mercado

Antes de ter um negócio, você precisa saber como ele vai funcionar.

Ao colocar uma empresa no mercado, você automaticamente está exposto a riscos.

Você já fez uma pesquisa direcionada a isso? Como funcionam os outros empreendimentos no seu ramo? Tem dado certo? Ainda há espaço no mercado ou é preciso inovar?

É preciso analisar seus concorrentes.

Afinal, você precisa se diferenciar deles, trazer novas propostas e produtos para seu público.

Você precisa conhecer o perfil do seu público.

Faça uma pesquisa com pessoas que comprariam seus produtos, isto é, seus futuros consumidores.

Analise também essas pessoas e veja o que elas gostam, o que fazem e pelo que se interessam.

Dentro da análise de mercado, vamos aliar a outro planejamento: o de marketing.

Ao conhecer seu público alvo, suas metas de marketing serão previamente traçadas.

Fica mais fácil prosseguir o seu empreendimento ao saber quem vai comprar seus produtos.

Coloque algumas características em questão, como por exemplo: gênero, faixa etária, localização geográfica.

O marketing é importante para todos os tipos de negócio, sem exceção. Quando você elabora um plano de marketing, você descobre muitas respostas sobre suas dúvidas de mercado.

Algumas questões a serem colocadas em pauta nessa área:

· Qual é a proposta da minha empresa?

· Meu público alvo está definido para poder realizar as minhas pesquisas?

· A estrutura do meu negócio é suficiente?

· Minhas ideias estão bem definidas?

Você precisa posicionar sua empresa no mercado.

Para a sua clientela se sentir atraída a comprar, deve ter credibilidade e passar confiança.

Já pensou na sua marca? Na identificação visual?

Sua empresa deve passar autoridade e confiança para quem está comprando.

Invista na autenticidade!

O plano de marketing faz uma pesquisa detalhada sobre a sua área e dos seus concorrentes.

Você já estabeleceu o preço dos seus produtos?

Então, compare com o das outras empresas do mesmo ramo que o seu.

Você não precisa igualar ou comparar seu negócio com o dos outros.

Mas você deve ter consciência de como está o mercado de um modo geral.

Não cobre muito caro e nem muito barato.

Baseie seu preço na qualidade do produto.

O seu plano de marketing pode definir muitas coisas.

Se for bem executado, facilmente você vai traçar suas metas e objetivos com excelência – e boas vendas, sem dúvidas.

Plano operacional

Para ser realizado o plano operacional, você precisa ter noção do tamanho da sua equipe e selecionar o que cada funcionário deve fazer.

Além de, pensar na melhor forma de produtividade da empresa, esse plano organiza todos os trabalhos que serão desenvolvidos na empresa.

É uma parte muito importante, viu?

De fato, é uma etapa mais complexa, mas precisa ser executada com cautela.

No plano operacional, é feita uma análise sobre a função de cada integrante da equipe.

Isto é, é necessário saber o tempo de execução da tarefa, quem irá executar e que custos isso pode gerar para a empresa.

Como é preciso fazer um bom trabalho, é preciso ter profissionais de qualidade.

Listamos algumas questões importantes para elaborar seu plano operacional:

· Como vai ser o perfil da minha equipe?

· De quantos funcionários eu preciso?

· O meu número de funcionários é suficiente para suprir a demanda?

· As pessoas que estou contratando tem boa reputação? O serviço é de qualidade ou pode melhorar?

· Qual é a qualidade do meu negócio e respectivos produtos? A minha clientela ficará satisfeita?

Simplificado, o plano operacional visa encontrar a solução mais eficaz de fazer um bom serviço, aliado a organização e aos gastos gerados.

Plano financeiro

Você já pensou em quanto será necessário investir no seu empreendimento?

Antes de qualquer coisa, você deve pensar em como vai usar seu dinheiro.

No seu plano financeiro, coloque alguns tópicos em relevância:

· Qual será o meu custo inicial para abrir minha empresa?

· Quais serão meus gastos fixos quando a empresa estiver aberta?

· Aproximadamente, quando receberei o retorno do meu investimento?

· O dinheiro que tenho para investir é necessário?

· Não corro risco de colocar todo o meu dinheiro no investimento e perder tudo?

· Que lucros vou gerar com o meu negócio? É o suficiente para pagar minhas contas e aos meus funcionários?

Com o plano financeiro, você deve pensar na situação da sua empresa se as suas vendas não forem o suficiente para pagar as contas, por exemplo.

Você não pode investir tudo o que tem sem antes fazer esse plano.

Afinal, se as suas vendas forem ruins, como você irá pagar seus funcionários? Seus custos fixos?

É crucial saber investir com responsabilidade.

Invista no seu negócio, mas reserve dinheiro para problemas futuros.

Conclusão

Esperamos que você, caro empreendedor, tenha conhecido a importância de um plano de negócios para o seu empreendimento.

Esse planejamento é que vai ditar o sucesso da sua empresa.

Se você ainda não tem, invista em um agora mesmo!

Esteja preparado para os riscos que o seu negócio pode enfrentar, esteja consciente do que pode encarar pelo caminho.

Se diferencie do mercado, mostre que está apto para oferecer um serviço de qualidade, com uma estrutura bem elaborada e equilibrada.

Seu plano de negócios vai te oportunizar um caminho seguro e confiante.

Você não vai trabalhar pensando em futuros erros e riscos, pois já tem noção do que pode acontecer.

Revise seu plano de negócios diversas vezes e não tenha medo.

Esteja aberto para todas as áreas – seja de análise de mercado, planejamento de marketing e público, operacional e financeiro.

Boa sorte!

Posts recentes

Ver tudo