Loja de Rua x Loja de Shopping: Como escolher?

Atualizado: 2 de Set de 2019

A escolha do local e o espaço físico onde se pretende instalar o negócio é uma decisão muito importante para o sucesso do empreendimento.


Escolher entre uma loja de rua e de shopping pode ser um desafio e tanto, então vamos entender o que está envolvido em cada uma destas opções.



Loja de Rua :


  • Localização: É preciso entender qual o trajeto que seu público alvo costuma fazer. Para entender a questão, um mapeamento dos concorrentes pode ser feito. É importante também ter muito claro o momento de compra do seu cliente:



  • Compra por conveniência: clientes que compram produtos por conveniência, por comodidade, impulso ou emergência, são os que tem intuito de economizar tempo.


  • Destino: nesta situação o cliente se desloca especificamente para realizar uma compra


  • Passagem: é o cliente que compra pela oportunidade do momento, por estar passando pelo local.



  • Conhecer a região: Identificar se há disponibilidade de serviços de infraestrutura urbana (transporte público, segurança, saneamento básico, etc). Verifique e identifique quais os locais onde há maior fluxo de carros e de pedestres. Há ainda que se levar em conta um aspecto legal e burocrático: a lei de zoneamento urbano da cidade. Você deve verificar junto à prefeitura local se a atividade comercial é permitida.


  • Avaliação do entorno do ponto comercial: visite o local diversas vezes em período diferente, para avaliar o fluxo de pessoas, a visibilidade, as dificuldades de acesso por pedestres e automóveis, a disponibilidade de estacionamento. Além disso, por se tratar de uma loja de rua, prefira os pontos onde fazem sombra no período da tarde, período que o sol é mais intenso.


  • Avaliação do ponto comercial em si: de preferência vá com um profissional habilitado, para vistoriar as instalações e suas condições. Instalações precárias podem demandar um investimento alto e dependendo do caso (se houver alteração na estrutura), podem demandar alvará da prefeitura, o que significa mais tempo para abrir o empreendimento. Certifique-se também de verificar se há alguma irregularidade no imóvel perante os órgãos públicos.



Lojas de Shopping :


  • Perfil do Shopping: É o primeiro item a se levar em consideração. O tipo de público alvo, a quantidade de lojas - âncora do shopping (quanto mais âncoras, melhor); O espaço disponível para eventos dentro do shopping (quanto maior, melhor); A praça de alimentação (quanto maior e com mais lojas, melhor) são todos indicativos a levar em conta na hora de definir qual shopping começar sua procura.


  • Localização: No caso das lojas de shopping, a localização é um fator chave. Opte pelas lojas nos corredores com maior fluxo de circulação. Em geral, as áreas perto de cinema, lojas ancoras, praças de alimentação e eventos e escadas rolantes são as que apresentam melhor fluxo. Os últimos andares, costumam ser menos visitados, a não ser que a praça de alimentação ou cinema ocupem estes espaços.


  • Espaço físico: neste caso, aconselho o acompanhamento de um arquiteto ou engenheiro. Se a loja for num shopping novo (Shell), será possível ter uma visão completa do espaço, e todas as interferências físicas de infraestrutura do shopping que podem comprometer o projeto. Se loja já estiver ocupada, a necessidade de um acompanhamento é ainda mais indispensável, pois somente após o fechamento do contrato e a demolição dos itens existentes é que será possível ver as surpresas escondidas. Neste caso, peça para o profissional analisar uma cópia do projeto da loja existente, que a administração do shopping deve ter arquivada.



Gostou do post? Tem alguma dúvida, ou alguma critica? Então escreve para a gente e compartilhe!

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar