Guia prático: Saiba como os indicadores de performance podem te ajudar a melhorar resultados

Atualizado: 22 de Out de 2019

Certamente não é possível gerenciar um negócio com sabedoria sem conhecer a performance de um projeto ou negócio, é essencial que existam métodos definidos analisar os resultados obtidos, podendo trazer sucesso e vantagens comerciais.

Sendo assim, o conceito de indicador de performance demonstra um poder para o negócio.


Não se trata apenas sobre o desempenho financeiro.


Embora seja importante, não é a única coisa que deve ser calculada quando consideramos a performance do negócio como um todo.

Como acompanhar se o seu negócio está sendo lucrativo?

Qual é a capacidade da sua equipe está sendo devidamente aproveitada?

Seus clientes e funcionários estão satisfeitos?

Você sabe se está, efetivamente, progredindo?

As perguntas sã importantes e servem para que os indicadores de performance, esteja atrelado às metas, como escolhê-los e monitorá-los.

O que seria, afinal, indicadores de performance?

Indicadores de performance são dados mensuráveis que demonstram a eficiência com que uma empresa conduz suas estratégias para atingimento de seus principais objetivos de negócio.

Além disso, os indicadores servem para ajudar os gestores a entenderem as razões pelas quais não atingiram os resultados planejados.

Saber como escolher os indicadores certos é a resposta.


E isto, dependerá do segmento de atuação, do porte da empresa, do mercado que está inserida, e principalmente, dos seus objetivos estratégicos.

A escolha dos indicadores será influenciada pela parte do negócio que você deseja acompanhar, e isso não é um problema, desde que saiba porque quer monitorar esse dado, e não seja apenas um indicador “enfeitado”.

E além de cada negócio ter os seus, dentro da própria empresa também cada departamento usará diferentes tipos de indicadores, com base em metas e objetivos específicos.

Conheça os indicadores de performance:



Operacionais:

Os indicadores de performance operacionais articulam com clareza informações detalhadas e oportunas que são usadas para tomar decisões cotidianas ou tomar ações corretivas sobre processos.

Os indicadores geralmente são complexos por usarem fórmulas com dados de várias origens. Esses podem ser alguns exemplos de indicadores que os gestores devem acompanhar para medir a performance de suas operações.

Tempo produtivo real:

Demonstra qual o tempo produtivo da fábrica, maquinário, linha de produção, planta, ou; de uma determinada operação que entrega uma solução final se estivermos falando de serviços.

Tempo total disponível para produção ou operação (carga horária de trabalho total da empresa) versus o tempo real trabalhado, desta forma é possível identificar o percentual de ociosidade, o que lhe permite avaliar se o resultado obtido está dentro dos padrões aceitáveis e sua capacidade, em termos de tempo, está sendo plenamente aproveitada ou, se é necessário e possível fazer ajustes para tornar o tempo disponível mais produtivo;

Não conformidades ou produtos com defeitos:

Mas através deste indicador é possível identificar quantos produtos com defeitos ou não conformes chegaram ao final do processo produtivo ou, foram entregues ao cliente (devoluções).


Esta informação é extremamente importante, pois demonstra a sua eficiência produtiva e determina a satisfação do seu cliente e, consequentemente, recompra do produto.

Material desperdiçado (refugo) ou retrabalho:

Método usado para rastrear a quantidade de material desperdiçada durante o curso normal da produção, ou, no caso de estarmos olhando para processos relativos a serviços, o tempo gasto refazendo algo que não saiu como o planejado.


Este indicador entrega um diagnóstico focado na eficácia das entregas produtivas da empresa, bem como também denota o grau de impacto dessas entregas no meio ambiente, e o zelo da empresa com esta questão;

Distância ou duração da cadeia de suprimentos:

O número de milhas combinadas, quilômetros percorridos, ou tempo decorrido; por um produto ou serviço desde a entrada da ordem de produção ou do pedido, até a entrega final ao cliente.

Ao monitorar esse indicador de performance é possível saber exatamente o tempo necessário para a entrega final, o que permite gerenciar de forma mais efetiva os contratos de entrega. Da mesma forma, é possível monitorar uma parte importante dos custos indiretos, o que implica em uma tomada de decisão mais assertiva na formação do preço.

Aproveitamento de Produção:

Processos produtivos geralmente implicam em um grande volume de retalhos.


Os retalhos não são refugos, são sobras “naturais” que não conseguem ser enquadradas naquele processo produtivo — a sobra decorrente de um processo de recorte, por exemplo.

O aproveitamento destes materiais é um indicador importante, pois implica diretamente em custos, na eficiência produtiva da empresa, e também na sua estratégia de zelo pelo meio ambiente.


Na visão dos profissionais que atuam na Artusi Arquitetura, a escolha de materiais adequados, utilização correta e cuidados com desperdício e reaproveitamento certamente fazem parte de da eficiente utilização do quesito ‘aproveitamento de produção’ oferecido pelos indicadores de performance.

Conquanto, ao acrescentar medidas em que a tecnologia facilite a criação dessa cultura de acompanhamento do sucesso empresarial, ela poderá ser realizada por meio de indicadores.

Ao adaptar essa estratégia, os resultados virão mais rápido e com eficácia.


Os gestores que ainda não trabalham de maneira estratégica com indicadores de desempenho tendem a pensar que é difícil implementá-los, mas a verdade é: Seus negócios possuem pouca tradição analítica.


Por isso, buscar investir no que os indicadores de performance têm a oferecer pode ser uma ótima estratégia para conseguir sucesso no mundo dos negócios.

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar