Qual a importância da Arquitetura no aumento de lucratividade do seu negócio?


Atualmente, houve mudanças nos formatos das relações de trabalho, então hoje em dia, todo empresário antenado a essa nova tendência já sabe que, o sucesso de uma empresa depende, principalmente, de pessoas.


Então, sendo colaboradores, gestores ou os próprios clientes da empresa, eles são peças-chave na construção e obtenção dos resultados pretendidos pela empresa.

As empresas e escritórios estão cada dia mais atentando-se ao fato de transmitir uma imagem positiva para os seus funcionários.


Ao criar ambientes corporativos instigantes e funcionais para seus colaboradores, interagindo em uma comunicação visual, gerando assim um aumento de lucratividade em seu negócio.


A Arquitetura Corporativa no aumento de lucratividade


Ao falarmos de arquitetura corporativa, não podemos deixar de mencionar o quanto ela faz parte de um processo essencial para o crescimento de uma empresa.

Levando em conta que o investimento em espaços mais funcionais, adaptados as reais necessidades da empresa e de seus colaboradores, podem resultar em mais produtividade.


Mas, além disso, quem é que não gosta de trabalhar em um local esteticamente atrativo e bem decorado? Com espaços de trabalho amplos só que feitos sob medida?

Investir em um bom projeto de arquitetura empresarial pode ser o passo que falta para sua empresa crescer, e gerar mais lucros.

Para o aumento de lucratividade do seu negócio, os benefícios da arquitetura podem ser inúmeros.


Isso porque não estão ligados apenas no aumento da lucratividade da empresa ou em parecer atraente para os clientes, mas também na melhoria do bem-estar de cada funcionário.


O quanto ele se sente bem no local, e consequentemente melhora sua produtividade.

Pense em mesas e cadeiras ergonômicas, espaços suficientes para armazenamento de materiais e um local de trabalho sempre limpo e organizado, a melhoria no rendimento do trabalho de cada funcionário acontece espontaneamente.

Um bom projeto de arquitetura corporativa também ajudará a empresa a economizar dinheiro, e automaticamente, ela irá gerar mais lucros.


A ideia é de que o espaço estará mais eficiente do que o usual, acrescentando a escolha de revestimentos, cortinas e persianas certas, criando um isolamento térmico adequado e melhorando o aproveitamento da luz natural.

O arquiteto ou escritório de arquitetura responsável pelo projeto escolherá móveis de qualidade com alta durabilidade, diminuindo os gastos com substituição de mobiliários, o que traz o aumento de lucratividade pensando à longo prazo.

Também faz parte das atribuições da arquitetura corporativa pensar no ambiente de trabalho como um todo e projetar espaços que não precisem de obras de melhoria posteriormente.



Recursos duradouros é sinônimo de economia


A durabilidade importa se você deseja menos gastos, e continuamente seu aumento de lucratividade.


Ao analisar qual será o seu tipo de decoração, ao analisar a escolha da otimização do escritório, na iluminação, na escolha de móveis ergonômicos, na eficiência energética e hidráulica, dentre outros.


Todos estes são trabalho para o arquiteto ou escritório de arquitetura responsável pelo seu projeto.


Além disso, o projeto deve estar alinhado com a missão, a filosofia e a identidade visual da empresa.

Sendo assim, uma outra não menos importante característica da arquitetura corporativa é que ela também precisa levar em conta toda a legislação trabalhista, por isso é muito importante ter um arquiteto ou escritório de arquitetura responsável pelo projeto.

Por que?

Os profissionais irão levar em conta todas as normas regulamentadoras e de segurança do trabalho quando criam o projeto de arquitetura corporativa, projetando um ambiente bonito e seguro para todos que frequentam o espaço.

Criar um ambiente de trabalho bonito, agradável, funcional e que, ao mesmo tempo, passe aos colaboradores e clientes a mensagem, missão e valores da empresa, tornou-se uma questão indispensável para o sucesso de uma empresa.

Exatamente por isso, um bom projeto arquitetônico, isto é, que alinhe a criação de espaços funcionais e agradáveis com custos praticáveis e condizentes com as expectativas presentes e futuras do negócio, é o caminho mais correto.

E acredite, esse é um investimento que vale à pena e traz muitos benefícios (inclusive financeiros) ao seu negócio ou empresa.


Qual é a importância da concepção do projeto?



A concepção de uma obra de qualidade se inicia com o entendimento do objetivo da empresa e seus processos, o conhecimento do contexto e a compreensão da realidade de mercado do cliente.


Essas informações são primordiais porque é nelas que o arquiteto, com sua visão multidisciplinar, se debruça para pensar e conceber um espaço futuro, onde cada metro quadrado seja aproveitado, porém de forma humanizada e inteligente.


Também é fundamental que se cumpram as boas práticas da arquitetura: a funcionalidade, a estética e o fluxo.


Também é preciso entender que a Arquitetura está presente e pode ajudar muito sua empresa, e você deve compreender a influência da Arquitetura na imagem das empresas.


Se apegar aos aspectos da Funcionalidade é preciso, porque o espaço deve proporcionar a perfeita execução do trabalho; estética porque reflete a imagem da corporação; e fluxo porque é o dia a dia da empresa e facilita ou dificulta o trâmite de pessoas, insumos e materiais.

Qualquer empreendedor deseja aumentar as vendas e a lucratividade do seu negócio, certo?


Um dos grandes benefícios da arquitetura para o varejo é justamente esse, o aumento das vendas.


Os arquitetos ao projetarem ambientes para melhorar a experiência do cliente procuram sempre preparar o posto de venda de forma em que os consumidores tenham acesso fácil a tudo que desejam.

Mas não só isso, irá contribuir efetivamente com a acessibilidade aos produtos, a Arquitetura para varejo procura posicionar produtos similares e complementares próximos uns aos outros, induzindo os clientes a comparem mais.


Direcionando os clientes corretamente aos produtos permite um aumento das vendas e ajuda os consumidores a gastarem menor tempo nas compras, gerando o aumento de lucratividade da companhia.

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar