Franquias de escola: Vale a pena investir?




Os tipos de franquias de educação são diversos, e são responsáveis por abrir um leque de possibilidades para que empreendedores de diferentes perfis encontrem um modelo mais adequado.

A área de investimento do ensino está além de uma escola de idiomas.


Atualmente, o mercado de franquias de educação pode oferecer cursos de:

  • Profissionalizantes;

  • Cursos livres;

  • Escolas de música;

  • Treinamentos em construção civil;

  • Gastronomia;


  • Idiomas;

  • Moda;

  • Saúde;

No Brasil, é estimado que o mercado de educação, tanto o setor público quanto o privado, podem chegar a movimentar mais de R$ 134 bilhões ao ano.

Existe uma vasta opção de oportunidades de franquias de educação para cidades grandes e pequenas, também.


Em regiões menores, por exemplo, o modelo de negócio costuma ser mais compacto, o que reduz o valor de investimento inicial, por exemplo.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), 16% das maiores franquias do Brasil são franquias de educação.


No primeiro semestre de 2018, o segmento de serviços educacionais faturou mais de 5,5 bilhões de reais, registrando um aumento de 3,6% em relação ao ano mesmo período de 2017. Já o número de unidades aumentou 3,7%.


Como tem sido o desempenho do setor das franquias de escola?


  • Participação dos Segmentos na composição do Faturamento do segmento de serviços educacionais é de 6,5% no acumulado até o 3º trimestre do ano de 2018, corresponde, portanto a R$11,1 BI.


  • O segmento de Serviços Educacionais verificou um aumento de 2,9% no faturamento do acumulado até o 3º trimestre de 2018 em comparação ao mesmo período do ano anterior.


  • O número de unidades do segmento de Serviços Educacionais verificou um aumento de 4,8% unidades no mesmo período.

De acordo com os dados fechados do ano de 2018, 15% das marcas brasileiras presentes no exterior referem-se ao segmento de Serviços Educacionais.


E 17% das marcas estrangeiras presentes no Brasil são de Serviços Educacionais.


Neste ponto, uma boa gestão de franquia pode ser responsável pelo seu sucesso no negócio.




  • Curiosidade: Sabia que só o ensino de idiomas fatura mais de R$ 35 bilhões ao ano?

E é essencial saber que, segundo pesquisas de empresas do setor, apenas 3% da população brasileira é fluente em outra língua que não o português.


Ou seja, o mercado de educação para escola de idiomas é crescente.

Mas o que pode vir a demonstrar também que existe uma forma de diferenciar seu tipo de ensino e de ser aproveitada por escolas e instituições desse segmento.

Portanto, pensando em abrir um negócio? Por que não investir numa franquia de escola?

No mercado de trabalho, é cada vez mais comum a escolha por profissionais bilíngues.

Não à toa, 77% das pessoas que buscam cursos para aprender outras línguas o fazem com objetivo de atingir crescimento profissional.

Dentro deste mercado, é possível encontrar negócios para atuar em diferentes áreas da educação, atendendo a públicos diversos.



As opções vão desde escolas especializadas em educação infantil até redes voltadas para adultos, com cursos profissionalizantes e preparatórios para concursos, por exemplo.

Mas você sabia que para ter uma franquia de escola, os franqueados não exigem que os empreendedores sejam formados na área?

Isso certamente possibilita que um leque maior de pessoas tenham acesso a esse tipo de negócio.


Porém, ter afinidade com o segmento seja um diferencial positivo na hora de fechar o negócio!

Mas a maior aptidão do investidor deverá ser a comercial, ela é a que mais pesa.


Para o franqueado, o papel dele terá de ser prospectar os clientes.

Investir numa franquia de escola pode ser sinônimo de um negócio próspero, já que no Brasil existe uma grande carência no Estado referente ao campo de ensino.

As informações de mercado dão conta de que as franquias de educação podem ser ótimas opções de investimento a longo prazo.




Avalie as possibilidades antes de fechar negócio:


No momento de negociar com o franqueador, questione e avalie:

- Qual suporte e apoio será prestado pela franquia?

- Este suporte é suficiente para criar um ecossistema que favoreça o seu sucesso?

- Qual é a metodologia utilizada? Tem diferenciais? É eficiente? Traz, de fato, resultados para o usuário?

Uma dica importante é sobre buscar o máximo de informações sobre a rede de interesse, considerando também o ponto de vista dos clientes – ou seja, dos alunos.

Deve se atentar para conhecer a metodologia que o franqueador oferece e os materiais de apoio e treinamento por trás, em vista que essa é uma área que exige constante atualização e adaptação ao cliente final.

Outra dica:

Não deixe de ir atrás de saber mais sobre os métodos de pagamento e formas de investimento de cada uma dessas franquias de escola.


Isso pode também influenciar na sua escolha.

Outra dica importante é analisar sua futura equipe e buscar uma estratégia de qualidade para fazer com que seu negócio cresça.

Sempre lembre que a sua dedicação é essencial para o projeto.


Não muda apenas adquirir uma franquia, é necessário buscar oferecer qualidade desde o atendimento até o momento em que os alunos recebem o conhecimento.

Fazer parte da educação recaí sobre uma atividade qualquer: O papel do setor é de metamorfose com a sociedade, constrói futuros, gera desdobramentos de relevância impensável para a maior parte dos outros segmentos.


É também uma atividade que depende de pessoas, que é fundamentada no relacionamento com as famílias, na preocupação com o desenvolvimento e com a formação de crianças em longo prazo.


E isso exige franqueadores apaixonados por educação. E você, é um deles?

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar