Como conseguir financiamento para a franquia

Atualizado: 22 de Out de 2019




Para quem deseja empreender, as franquias são ótimas alternativas.


O investimento costuma ter um custo alto, mas os empreendedores estão cada vez mais optando por esse caminho.


E claro, não seria diferente em relação aos bancos.


Como o mercado é favorável as franquias e investimentos aplicados nelas, os bancos estão dispostos a oferecer financiamentos que facilitam a compra do empreendedor.


Antes de apresentarmos os bancos e suas respectivas condições, vamos te mostrar o que você deve saber antes de escolher a sua franquia e o financiamento em si.


Preparado (a)?! Selecionamos as melhores dicas e informações para você que tem o sonho de abrir uma franquia:


Plano de negócios


Antes de qualquer coisa, você precisa fazer uma análise em relação a franquia que você deseja se tornar franqueado e nada melhor do que estudar o plano de negócios – ou seja, elaborar os seu planejamento com base nisso.


O plano de negócios nada mais é do que as estratégias da empresa. Nele, cada detalhe é organizado e discutido – afinal, qualquer coisa pode fazer diferença quando se trata do sucesso da empresa.


Normalmente quando os detalhes pequenos são deixados de lado, a empresa encara problemas.


Apesar de cada franquia possuir seu próprio modelo de negócios, na prática elas não costumam seguir um padrão sempre.


Isso acontece porque cada franquia possui um perfil.


São diversos fatores que devem ser calculados, como por exemplo a localização, o público-alvo, a infraestrutura, o espaço, as estratégias de marketing conforme o local, entre outros.


Como você pode perceber, tudo deve ser analisado.


Cada lugar possui um público e uma cultura diferente, e dessa forma, os franqueados conhecem mais do que o franqueador, pois já tem a vivência e experiência no local.


Mas é claro que, o plano de negócios não pode ser mudado completamente – são apenas alguns detalhes, devemos frisar.


O plano de negócios é a proposta da empresa, então não pode ser mudado por completo.


Se você deseja fazer o seu próprio plano com base nos seus planejamentos, deve trocar de ideia se realmente deseja ser um franqueado.


Agora que você já entendeu a importância da franquia, vamos frisar alguns detalhes dentro do plano de negócios:


Estude as estratégias da empresa: verifique se as propostas da empresa estão de acordo com as suas.


Por exemplo, se você está de acordo com o plano de negócios, a localização, o perfil da franquia, de que forma elaboram seus planejamentos, etc.


Fique de olho na gestão: como funciona a gestão da franquia?


Como é a equipe da empresa, quais são as funções dos encarregados?


Por exemplo, analise os profissionais, veja se são qualificados e competentes conforme o mercado pede.

Conhecimento sobre as finanças: você tem todas as informações em relação a finança?


Por exemplo, qual o seu conhecimento sobre as taxas que a franquia julga como obrigatória?


Qual o percentual, se existe variações e por qual razão.


E claro, informações sobre o capital de giro para você ficar consciente de quanto a sua franquia vai precisar e evitar entrar em apuros.


O plano de marketing: como é elaborado o marketing da empresa?


Um dos requisitos para conhecer um negócio é analisar como o marketing é feito.


Podemos listar outros exemplos como, o atendimento ao cliente.


O marketing está conectado com o atendimento e o relacionamento que a empresa constrói com os seus consumidores.


Dessa forma, o marketing é muito importante nesse momento.


Imagine que a sua franquia também vai aderir as estratégias de marketing que o franqueador propor, ou seja, você deve estar preparado e com conhecimento necessário para usar o plano de marketing deles.


Contato entre franqueador e franqueado




Essa etapa é de extrema importância pois forma um relacionamento de negócios que muda qualquer empreendimento.


Como abordamos anteriormente, um plano de negócios não deve pertencer somente e exclusivamente ao franqueador.


O franqueado também pode expor suas opiniões e bases conforme a experiência concebida.


Esse contato é imprescindível para o funcionamento da franquia obter sucesso.


O franqueado deve estar interessado em realizar o melhor para a empresa.


Muitas pessoas acabam dizendo de forma leiga que, franqueados não são empreendedores.


Se você já ouviu falar sobre isso, nós vamos te mostrar que isso é algo dito de forma impulsiva.


O franqueado não construiu uma ideia e nem o plano de negócios da franquia, mas ele se dispôs a se arriscar pela empresa.


Afinal, ele investiu para obter a franquia.


Sendo assim, o franqueado assume o risco e a responsabilidade da empresa também.


Por mais que não tenha sido o criador/planejador do negócio, ele é um executor.


Portanto sim, ele é um empreendedor!


Agora que você entendeu o conceito das franquias, os benefícios e os passos para escolher o negócio correto para investir, nós vamos te mostrar quais são as opções de financiamento disponíveis no mercado.


Acompanhe:


Bcredi


A Bcredi tem o propósito de permitir que os empreendedores usem seus créditos sem muitos segredos e com intuito de alavancar os negócios.


Seguem um perfil descomplicado e direto, onde possuem taxas reduzidas e uma carência de 6 meses para começar a pagar o crédito – essa modalidade é exclusiva para as franquias.


A Bcredi trabalha com o crédito com garantia de imóvel, possibilitando o empreendedor a utilizar seu imóvel para gerar dinheiro sem precisar vende-lo em seguida.


Em relação as taxas e prazos de pagamento, possuem valores disponíveis de R$30 mil até R$2 milhões.


Sobre as taxas, são a partir de 1,09% ao mês e o prazo para pagamento normalmente é de até 180 meses.


Como você pode notar, a Bcredi realmente segue a sua proposta de facilitar a vida do empreendedor e não comprometer tanto o orçamento para investir na franquia desejada.


BNDES


O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento) possui uma linha de crédito especial para as pessoas que precisam de ajuda financeira para investir na franquia que almejam.


Quem deve pedir o financiamento é a empresa franqueadora e não o franqueador – é importante frisar esse processo.


Além disso, podem ser financiadas compra de máquinas ou equipamentos nacionais, publicidade para inauguração, instalações novas e reformas.


Em relação aos juros e prazos, o recomendado é ir até um banco credenciado do BNDES para obter as informações corretas, pois os casos mudam conforme a empresa franqueadora escolhida.


Banco do Brasil


O BB Franquias é um programa especializado em ajudar pessoas desse segmento, assim como o próprio nome aponta.


Vale lembrar que para o franqueado utilizar desse programa, o franqueador deve ser conveniado ao BB Franquias.


Caso contrário, não poderá fazer uso do mesmo.


Entre os financiamentos para investimento, o BB oferece o BNDES Automático, o cartão BNDES e o PROGER Urbano Empresarial, que financia até 200 mil reais, com prazo de 72 meses e taxa de juros de 0,69% ao mês.


Banco do Nordeste


O banco também possui um programa exclusivo para franquias, o Nordeste Franquias.


Em relação a juros e prazos, podemos informar que são a partir de 5,06% ao ano, prazos de até 12 anos e até quatro anos de carência.


O banco financia diversos processos, assim como taxa de franquia e insumos.


Caixa Econômica Federal


O Caixa Franquias, destinado exclusivamente para o sistema de franquias, conta com vários recursos como:


  • Financiamento para investimentos;

  • Convênios;

  • Seguros;

  • Previdência;

  • Capital de giro;

  • Antecipação de receitas.


HSBC


O banco HSBC possui uma área especifica para tratar assuntos relacionados a franquias.


Em relação ao capital de giro inicial, é disponibilizado o acesso de 60%.


Já sobre o prazo, é cerca de 42 meses e seis meses de carência.


E as taxas ficam abaixo de 2% ao mês.


O HSBC tem crescido de forma significativa nessa área e pretende expandir com novos recursos.


Banco Itaú


O Itaú tem aumentado o número de clientes do segmento de franquias nos últimos anos.


Um dos seus diferenciais é que ele financia 50% do total investido em uma nova rede franqueada.


Como garantia, o candidato disponibiliza os recebíveis do negócio ou até mesmo o patrimônio próprio.


As taxas podem variar conforme a situação.


Recursos do banco:

  • Empréstimos para franquias;

  • Estoque;

  • Equipamentos;

  • Financiamento do fluxo de caixa;

  • Linhas de repasse do BNDES.


Bradesco


O Bradesco possui dois tipos de créditos exclusivos para os franqueados, além de auxiliar o franqueador no controle e na ampliação da rede da franquia.


Sobre os créditos, são eles:


O crédito para fluxo de caixa: possui linhas para capital de giro e antecipação de recebíveis.


Compror franquias: para aquisição de mercadorias exclusivamente junto ao franqueador.


Santander


O Santander também apresenta soluções e facilidades especificas para as franquias, inclusive os créditos. As taxas mínimas costumam ser 5% ao ano.


Sobre os recursos do Santander:


  • Créditos, como falamos anteriormente;

  • Condições especiais;

  • Taxas diferenciadas para maquinas de cartões;

  • Negociações de desconto.


São muitas alternativas de financiamento, não é mesmo?


Esperamos que você analise com cautela cada uma delas e veja qual é a melhor para financiar a franquia que você almeja.


Cada uma delas possui características e recursos específicos, então fique de olho para não perder nada!