Você sabe como funciona o estudo de mercado para franquia?

Atualizado: 22 de Out de 2019

Embora pareça simples, um estudo reforçado de franquia pode te ajudar a entender muito melhor os prós e contras dessa análise, então, se você está precisando estudar sobre Franquia e não sabe por onde começar, descubra aqui o passo a passo!



Bom, primeiramente, estudo de franquia se enquadra em um modelo de negócio realizado entre duas partes: o franqueador (dono da marca) e o franqueado (investidor), em que o franqueador cede ao franqueado o direito de uso da marca, comercialização dos produtos, sistema de operação e gestão dentro de um formato já consolidado no mercado de atuação. Trata-se sobre “Franchising”, sendo o nome em inglês dado ao mercado de franquias. 

Ele funciona como uma verdadeira parceria entre o dono da marca (franqueador) e o empreendedor que vai contratar o negócio para operar na sua cidade (franqueado). 


Criado no século XIX nos Estados Unidos, mas se desenvolveu bastante após a Segunda Grande Guerra.


Enquanto aqui no Brasil, as franquias chegaram nos anos 80 e hoje estão presentes por todo o país.


 Você pode observar isso quando uma grande rede vai para a sua cidade, já que tem muitas chances de ser uma franquia.


Não são apenas essas gigantescas multinacionais que estão no mercado de franquias.


 Existem muitos empreendimentos menores e mais baratos que também são garantia de sucesso para o franqueado referente a uma marca bastante popular.



Quais são as propostas mais seguras para a realização? Primeiramente, devemos falar sobre a segurança.


Sendo atribuído ao sucesso deste modelo de negócio a Lei de Franquias, que procura dar segurança ao sistema, garantindo a transparência nas negociações.


 E claro, todos os seus direitos reservados!


Um dos instrumentos da lei é a COF (Circular de Oferta de Franquia), servindo como um guia, com muitas informações específicas sobre o funcionamento da franquia já devem ser informadas ao interessado, antes mesmo da assinatura do contrato. Mas para entender sobre o estudo de mercado no universo das franquias, é necessário estar atento não somente as vantagens, mas também sobre as desvantagens! 


Ressaltando que as redes bem estruturadas se preocupam em reforçar sua marca em potenciais mercados com regras e estrutura próprias, por isso oferecem auxílio necessário durante o processo de instalação do franqueado. 


Sendo até fornecidos suporte de marketing, marca reconhecida, assessoria na escolha do ponto, além de uma legislação própria, que estabelece claramente as responsabilidades de cada parte. 


Se você não fizer um estudo de franquia reforçado sobre esse meio de negócio, provavelmente você não atingirá metas desejadas, o poder desse estudo poderá te auxiliar com os feedbacks, e até mesmo o que deu certo e o que não deu certo poderão te auxiliar. Estudo de mercado: por onde começar? 


O primeiro passo antes de escolher a franquia é analisar se você tem o perfil para ser um franqueado e qual a área mais adequada. 


Depois, analise as empresas que se encaixam no seu perfil. 

Para começar a análise, solicite a COF e o Plano de Negócios. 


Se não souber como analisar estes documentos, procure um especialista. E sobre o franqueado ideal? 


Alguns negócios exigem uma atuação maior do franqueado no balcão da loja, outros dependem mais do ponto e da gestão interna da operação para que as vendas aconteçam, mas nos dois casos, ter foco comercial é fundamental. 


Mas sabia que o perfil do franqueado ideal recai mais para o de um gestor do que para o de investidor?


O empreendedor deve conhecer os conceitos sobre administração, como controle de receitas e de custos, e ter capacidade de expandir seu negócio sem comprometer o fluxo do caixa.


 A confiança na franqueadora e nas suas orientações técnicas e comerciais também são fundamentais para expandir vendas. 

Busque uma franquia que se encaixe ao seu perfil.


 Lembre-se que você terá que trabalhar e se não tiver as características e competências mínimas, pode comprometer o seu futuro negócio. 

• Procure mais informações sobre o dia a dia da operação e do segmento; 

• Analise e pesquise se o franqueador está ligado à Associação Brasileira de Franchising – ABF

• Converse com os franqueados atuais como forma de interação sobre o seu futuro investimentos, aspectos positivos e negativos;

• Escolha franqueadores que demonstrem ser parceiros de seus franqueados e não chefes! 

• Peça para o franqueador sobre os números apresentados. Informações sobre o retorno do investimento, lucratividade e rentabilidade da operação precisam estar bem embasadas; 

• Cuidado com o seu capital! Tenha certeza de que o capital disponível é suficiente para abrir o seu negócio. No início da operação, a sua franquia pode precisar de um oxigênio financeiro adicional. Esteja preparado.


Mas como escolher a franquia certa para investir? 


Qual é o melhor segmento? 


O que esperar do franqueador? 


Para solucionar esses questionamentos realize uma implementação de uma análise de mercado.


Nada é totalmente seguro! Sempre existe uma possibilidade de o negócio não dar certo.


Outra coisa: nem todos os franqueadores disponibilizam o suporte adequado para os seus parceiros.

Definir um contrato pelo preço pode não ser a alternativa mais adequada.


O estudo de franquia pode englobar um levantamento de conteúdos sobre a marca, campo de atuação, retorno financeiro, público-alvo, experiência do cliente, concorrência, suporte, satisfação dos fraqueados, entre outros temas.



Normalmente, quem investe nesse ramo sabe que o franqueador disponibiliza certa estrutura em termos de plano de negócio, visibilidade, treinamento etc.


Isso já é meio caminho andado para o investidor que não quer perder muito tempo na construção de um planejamento estratégico. Porém, mesmo com toda essa base, é importante implementar uma análise de mercado, porque, a depender do porte e segmentação do negócio, pode ocorrer de a atividade não ser adequada para determinada localidade, por exemplo. 


Essa investigação é capaz de conduzir os passos do empreendedor, já que ela auxilia, inclusive, na projeção de crescimento.


Dessa forma, todos os esforços são otimizados em prol daquilo que realmente importa para os resultados do empreendimento. Como poderá ser realizado a análise do estudo de mercado? 


A análise de mercado envolve um processo criterioso de coleta de dados, mas você pode usar mecanismos simples para conduzir a sua pesquisa. Isso inclui conversa com pessoas mais experientes, consulta de informações pela internet, visita em unidades da franquia, entre várias outras formas de se chegar ao denominador comum. Escolha usar o BENCHMARKING.


É uma estratégia valiosa no mundo dos negócios, porque tem a função de ajustar o foco do empreendedor.


Para pesquisar o ramo de franquias, pois, por meio desse instrumento de gestão, podemos fazer comparações diversas — como práticas empresariais, produtos, serviços, marcas etc. — e obter respostas relevantes para o desenvolvimento empresarial. VASCULHE A CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA (COF), com o benchmarking, por exemplo, você tem a oportunidade de explorar, sobretudo, os fatores externos, como concorrência, mercado, entre outros.


Já a COF traz assuntos detalhados sobre a marca e isso amplia a capacidade de análise. Em linhas gerais, esse é um documento fundamental para qualquer candidato a franqueado porque nele estão as condições necessárias para o negócio.


Além disso, as normas devem atender às exigências contidas na Lei 8.955. Portanto, não assine nenhum contrato se o franqueador deixar a desejar nesse quesito, pois essa é a sua garantia legal. Na COF você encontra assuntos como: retorno de investimento: aplicação inicial e capital de giro.


Nenhum negócio começa dando lucro, sendo assim, é importante estabelecer um planejamento financeiro para não gastar além da conta; lucratividade e retorno do capital: é o jeito de descobrir se a franquia atende ou não às suas expectativas. Outra dica é buscar uma assessoria de profissionais especializados em assuntos relacionas ao estudo de mercado envolvendo franquias: a Artusi Arquitetura, por exemplo, presta serviços exclusivos para quem está inserido neste ramo,  conhecendo e dominando técnicas para esta área de negócios. 


Os profissionais do ramo da Arquitetura podem auxiliar os gestores a empregarem recursos que podem fazer com que sua franquia venda mais e tenha sucesso nesta forma de empreendimento que tanto tem se destacado no Brasil.



Estude sobre formato de franquias:

Esse é o primeiro passo para avaliar o modelo do negócio e avaliar se ele se encaixa com o seu perfil de empreendedor.


Não adianta apostar em uma atividade só porque você ouviu alguém dizer que ela é lucrativa.


A empatia pela proposta deve existir desde o início. 


Algumas teorias indicam o caminho, porém, alguns procedimentos só são conhecidos e aperfeiçoados a partir da prática.


Independentemente do negócio, o estudo de mercado deve ser prioridade, pois ele é a bússola daqueles que anseiam por direção. Nas etapas finais, não deixe de fazer uma autoanálise.


O primeiro passo é fazer uma autoanálise criteriosa, faça algumas perguntas a si mesmo e a partir de suas respostas, você terá a análise completa sobre o que espera com seu negócio. Não deixe de faltar com a escolha de seu perfil de negócio.


O seu negócio precisa ter a sua cara.


Escolha um segmento com o qual você se identifique e não uma franquia de modismo. Primordialmente seria verificar sua capacidade de investimento.


É necessário que você verifique o investimento que tem disponível.


Além dos valores para investimento, você precisará de uma folga financeira para os primeiros meses de operação. Sempre pesquise dados sobre a franqueador, sendo assim, você deve pesquisar sobre a franqueadora, ou seja, verifique quantas unidades a rede possui, quando foi criada, quando entrou para o Franchising e quantas lojas próprias opera, por exemplo. Converse com franqueados.


Nesta etapa você testará se o suporte da franqueadora, e tudo que a mesma promete, realmente está funcionando.


Visite as lojas e converse com os franqueados da rede. Análise Circular de Oferta de Franquia:


Na visão da Artusi Arquitetura, análises são essenciais e isso sempre é indicado para os empreendedores que buscam sucesso nesta empreitada empresarial. 


O momento de análise Circular de Oferta de Franquia, documento este desenvolvido pelo franqueador e que apresenta todas as condições gerais do negócio, é bastante importante.


Na COF, você encontrará também uma minuta do Contrato de Franquia que você irá assinar caso vá até o fim na sua negociação. Escolha bem o ponto comercial: O ponto comercial é um dos aspectos de maior importância para quem vai abrir uma franquia, porém ele tem um peso maior quando se trata de franquia de varejo, uma vez que para esse tipo de negócio o ponto deve permitir uma boa exposição da marca. No estudo de franquia, não deixe de realizar uma análise de seus concorrentes.


Verifique a concorrência ao redor do seu ponto comercial, analise seus pontos fracos e fortes, e compare com os diferenciais do seu negócio. Para reforçar ainda mais, não faça nada por impulso!


Estude bastante sobre o setor de franquias.


É importante que você seja o mais racional possível, verifique todos os prós e contras do negócio, e tome sua decisão com muita cautela. 


Entenda e estude seu papel como franqueado.


Lembre-se que como franqueado você deverá seguir regras definidas pela franqueadora, atuando conforme estipulado no contrato.


Se você não se vê seguindo essas normas, você não se sairá bem como franqueado, o motivo é de que o estudo de franquias irá auxiliar como remanejar o seu futuro negócio.

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg