Quais as melhores cores para a sua loja e como aplicá-las?

Quer escolher as cores da sua loja considerando as vantagens desse meio?

No cenário atual, os clientes estão mais exigentes e o mercado está cada vez mais competitivo, e entender a importância de escolher cores bem definidas para a sua loja é primordial.


Uma determinada tonalidade pode tanto atrair determinados consumidores quanto também o contrário.



Isso porque as cores possuem o poder de influenciar a compra de um produto, através de escolhas mais adequadas, você pode melhorar bastante o desempenho do seu negócio.

Se há elementos próprios construtivos que compõe o objeto arquitetônico, a aplicação das cores nas superfícies também influencia a experiência do usuário no espaço, funcionando como estímulos nessa sensação cromática.

A relação das cores sob os diferentes aspectos que as regem ou mesmo a sucessão de estudos existentes é tão complexo quanto extenso, a cor pode ser associada à Psicologia, Simbolismo ou Misticismo.

A Psicologia da cor aplicada X Arquitetura

Como uma via de mão dupla, juntas elas possuem um papel essencial que pode melhorar a qualidade de vida de seus clientes.


Já que a cor é uma parte fundamental de nossas vidas, ela não fica de fora no mundo do design/projeto e da arte!

Toda cor significa expressividade, e é nela que se pode confiar para transmitir sentimentos e emoções.

Entenda a psicologia das cores aplicada ao design


Vamos iniciar com a cor vermelha!

O vermelho é um tom muito quente e intenso e também é uma cor estimulante, responsável por ativar as emoções no corpo.


Pode aumentar as batidas do coração e a pressão sanguínea, assim como acelerar a respiração.


Para utilizá-la, você precisa estar envolvido em um setor ou segmento no qual essas sensações são desejáveis.

O vermelho passa confiança e sugere um lugar de atitude! É uma cor de paixão, indicada para detalhes como prateleiras e stands.

Já o laranja guarda similaridades com o vermelho, especialmente por também ser um tom bem quente.


Cheio de energia, ele é muito amigável e bastante convidativo.


Dependendo do contexto, representa equilíbrio e, também, entusiasmo.

Como resultado da combinação do amarelo e vermelho, dispõe a ideia de intensidade, criatividade, euforia e entusiasmo.


Frequentemente empregado aos ambientes criativos, como escritórios, estúdios e escolas.

Se utilizado junto ao azul, transmite a ideia de impulsividade junto a confiança, sendo adotado por agências bancárias ou sedes de empresas, por exemplo.


Violeta: Transmite bem-estar, calmaria e suavidade.

Em projetos infantis, cores são utilizadas com a finalidade de aguçamento psíquico sensorial da criança.


Em projetos hospitalares ou dedicados a área da saúde, são empregadas como elemento complementar da reabilitação de pacientes.

É uma cor que incita ambientes sociais, alegres e excitantes.


Traz calor, mas sem tanta intensidade que o vermelho.


É indicado para escolas de idiomas, lanchonetes e comércios de alimentos.

Amarelo: é vibrante e solar, a cor amarela energiza todo o ambiente.


É muito alegre, para cima e, assim como o vermelho, possui poderes estimulantes.


É bom para ambientes que necessitam de comunicação, trazendo a percepção de esperança e otimismo.


Para atividades intelectuais, também pode ser uma boa cor, pois impulsiona as atividades mentais.

Verde: cor responsável por dar um ar de algo refrescante e equilibrado.


O verde traz a sensação de tranquilidade e saúde, e por isso é uma das tonalidades favoritas de muitas pessoas.


Evocando calmaria, tranquilidade, serenidade e bem-estar, a cor pode ser utilizada com regularidade em espaços ligados à saúde e tratamento, como hospitais, clínicas, spas, etc.

Também passa a sensação de ser um lugar com muita vitalidade, pois remete à natureza e à fertilidade.


É bom para ambientes que necessitam de calma, aliviando o stress e trazendo um pouco mais de paz para as pessoas.




Azul: mesmo que uma cor fria, é diretamente ligada com a calma e com a espiritualidade.


Mas por quê? Ela carrega a sensação de calma, segurança e confiança.


Estimula a criatividade e as atividades de contemplação.


Pode ser usado tanto em lojas de grife, óticas e acessórios femininos, quanto em comércios de eletrônicos e relacionados a crianças e jovens.

Branco: não dá para falar em escolher as cores da loja sem citar aquela que costuma ser a favorita na decoração de muitos ambientes: a cor branca.


A cor representa, acima de tudo, a paz. No entanto, também é indicativa de pureza, inocência e tranquilidade.


Ela evoca sentimentos refrescantes e cai bem com praticamente qualquer coisa.


A sua escolha pode funcionar muito bem em lojas de varejo de moda.

Preto: você concorda que essa cor está associada à elegância e é carregada de muita força?

É uma boa escolha para comércios que precisam ligar seu funcionamento a esse tipo de sensação, mas utilizar essa tonalidade estrategicamente pode ser interessante, por exemplo, para fazer com que espaços muito grandes pareçam menores e mais aconchegantes.

Por outro lado, quando usado nas paredes de fundo do estabelecimento, os tons escuros também podem contribuir para o ampliar a sensação de tamanho do ambiente.


Se combinado com roxo, verde-escuro ou vermelho, ela pode deixar o local com ar mais nobre, remetendo inclusive aos brasões da realeza.

Para lojas inovadoras, modernas e sofisticadas, o roxo é uma cor bastante intensa, a mistura de vermelho com azul mescla na dose certa espiritualidade e sucesso.


Podendo ser usada em lojas de roupas, biquínis, presentes e produtos importados.

Ouro: é, logicamente, uma cor que é ligada com elegância e sisudez, que pode sugerir riqueza e poder.


Em um estabelecimento comercial, essa tonalidade sugere ao consumidor que o produto pode ter um custo mais elevado, mas que também é de grande qualidade.

A cor está intimamente ligada a estímulos psicológicos e pode ser trabalhada em conjunto aos volumes, aberturas e recuos.


Em projetos urbanos são por vezes utilizadas a fim de trazer certa vivacidade e renovação local, como é o exemplo da intervenção, com significativo uso de cores como identidade espacial.

A cor é elemento integrante da arquitetura e possui vários efeitos, não apenas estética, mas com importância psíquico-sensorial.


Use-as com sabedoria em seus projetos!



As cores neutras eram sensação de amplitude.


Trazendo uma noção de espaço mais “aberta”.


A palha, o gelo e o cinza claro são indicados para este caso.

Mas cuidado: Evite pintar todas as paredes de branco!


Caso contrário, pode criar uma sensação indesejável de frieza.

Como os tons escuros que trazem elegância.


Bons para ambientes muito amplos, as cores mais fechadas fazem os olhos perceberem o espaço menor, podendo também ser bom para tornar os ambientes mais aconchegantes.


Cores como o verde escuro, o vermelho escarlate e o roxo trazem um ar de nobreza ao ambiente.

Como cores para loja de cosméticos?

Cores pastéis ou nórdicas são acompanhados a tendência da moda em usar cores típicas dos países escandinavos, tons pastéis são indicadas para ambientes que precisam de tranquilidade e neutralidade.


Pode ser usada em lojas de cosméticos, de produtos zen e, também, em lojas de produtos naturais e de crianças.

Já em lojas de eletrônicos e afins você pode aplicar as cores vibrantes causam impacto na aparência e devem ser usadas com muito cuidado, preferencialmente, em detalhes da loja.


Elas servem para comércios que lidam com um público jovem e dinâmico, como lojas de tecnologia, eletrodomésticos e móveis em geral.

Para escolher as cores certas para a sua loja, é preciso ir fundo em qual perfil você pretende atender.


Algumas lojas consagradas popularizaram um tipo de combinação, mas não é porque você está naquele ramo que vai funcionar para o seu público.

Mas não esqueça!


Não escolha apenas aprender sobre as cores, também é preciso entender como elas se ligarão ao ambiente da loja na montagem do layout.


Sobre o que tratamos é referente a identidade visual em um todo.


O seu logotipo por exemplo, poderá interferir. Quais cores para loja de produtos alimentícios devem ser usadas?

Como restaurantes e lanchonetes, é importante que seja transmitida a ideia de segurança e conforto.


Por isso, tons quentes, como o amarelo, o vermelho e o laranja podem ser as cores ideais para lanchonete.

Nesse caso, existem duas possibilidades: Usar tons mais fortes e deixar o ambiente mais dinâmico e marcado – o que é perfeito para locais de fast-food ou refeições executivas.


Optar por matizes mais suaves e delicadas, criando um local mais familiar e singelo.

Se o amarelo ou o preto estão ligados diretamente a joias, o vermelho está presente em praticamente tudo aquilo que é relacionado esse setor.

Preocupado com o design sobrecarregado?

O ideal seria limitar quantas tonalidades serão aplicadas no ambiente.


E também, o excesso de nuances pode tirar a atenção do cliente em relação aos elementos mais importantes, como as próprias mercadorias e anúncios.

Na área do varejo, escolher as cores da loja de maneira correta é determinante para garantir não apenas uma melhor aceitação dos compradores, como também o sucesso do empreendimento como um todo.


Alinhar o design com as cores para a loja com o nível social e com a idade das pessoas que quer atingir é fundamental.

Conquanto, para escolher as cores que serão usadas no planejamento da arquitetura comercial, é preciso levar em consideração uma série de fatores, como o perfil do público-alvo (idade, renda, estilo de vida), o estilo da marca, quais produtos serão vendidos, as cores da logomarca, entre outros que considerar interessantes.

Como foi mencionado, cores participam de uma série de fatores que distinguem do seu público alvo, uma marca jovem de roupas femininas, por exemplo, terá uma paleta de cores totalmente diferente de uma loja de roupas esportivas.

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar