Como uma boa experiência com o ambiente pode fazer seu negócio se diferenciar do restante do mercado

Atualizado: 22 de Out de 2019



Com a evolução da tecnologia, o crescimento do e-commerce é indiscutível.


E para quem preza o espaço físico do seu negócio, é muito importante saber utilizá-lo da forma correta.


De nada adianta ter um ambiente físico para o seu negócio se ele não é bem aproveitado.


Se você está buscando maneiras de melhorar a experiência do seu consumidor através do seu espaço, esse artigo foi feito para você.


A importância do ambiente


Para quem deseja otimizar o contato com o cliente, a escolha de obter um ambiente é ideal.


Os espaços físicos costumam aproximar o cliente, criando um tipo de relacionamento.


Apesar de algumas pessoas preferirem as compras online, outras não trocam por nada a experiência do contato físico com o que elas desejam comprar.


Por isso, seu ambiente deve ser confortável, aconchegante e seguro.


Ele se tornará uma peça-chave para a finalização da compra – afinal, há clientes que deixam de fazer compras pelo motivo de não se sentir bem no espaço.


Ao oportunizar um espaço de boa qualidade para os seus clientes, você passa a imagem que o seu negócio se preocupa com o bem-estar deles, esperando que eles fiquem mais tempo presentes.


Seu espaço deve ser condizente com o público que o frequenta.


Isto é, você deve conhecer seus clientes e reconhecer aqueles que podem ser futuros clientes.


Para isso, é necessário saber quem é o seu público alvo.


Você já tem estabelecido? Se não, responda algumas perguntas como:


  • Qual é o tipo de público que se destaca no meu negócio?

  • Qual é a idade, gênero e localização que eles se encontram?

  • Qual é o poder de compra da minha clientela?

  • Quem se interessa pelos meus produtos e pelo negócio em si?

  • Quais são os meus concorrentes?


Essas são apenas algumas perguntas básicas para você conhecer melhor o seu público.


Se você quer agrada-los, deve saber qual é a melhor forma para conseguir isso.


Marketing de relacionamento




Como falamos da importância de conhecer seu público no último tópico, agora vamos nos aprofundar mais nesse assunto.


Você já ouviu falar sobre marketing de relacionamento?


O marketing em si possui um grande papel para todos os negócios e empreendimentos.


O marketing de relacionamento é algo bem simples de se entender – nada mais é do que a construção de uma relação confiável com o cliente.


Dessa forma, com a aproximação do cliente, a confiança entre consumidor e empresa aumenta.


Quando um cliente gosta do produto, ele tende a voltar para comprar mais.


E se ele gostar do produto e do atendimento da empresa, a chance de ele voltar é maior ainda!


Para realizar o marketing de relacionamento, a primeira etapa é o atendimento da empresa.


A forma como o cliente é atendido e tratado é o que vai designar se é bom ou ruim.


Em relação ao atendimento, faça o seu cliente se sentir confortável, sabendo que ele pode retirar todas as dúvidas que tiver – não o faça se sentir apreensivo e desconfortável.


É um momento decisivo, pois sem isso você não terá vendas.


Faça campanhas, promoções e iniciativas que chamem a atenção do seu cliente.


Produza e incentive a criação de conteúdo, reconheça o que o seu cliente gosta.


Após reconhecer o seu consumidor, você está preparado para atingir o interesse dele.


Suas iniciativas terão um foco e público alvo especifico.


Além disso, mostrar que você se importa com o que o seu cliente gosta, traz mais credibilidade e confiança para a sua empresa.


O que achou?


Já está pronto para aplicar o marketing de relacionamento e iniciar um relacionamento com os seus consumidores?


Como organizar o ambiente


Agora que você já entendeu a importância e o conceito do ambiente no seu negócio, chegou a hora de mostrarmos como organizar o seu espaço.


É claro que não podemos falar de ambiente, organização e estrutura sem falar de arquitetura.


O arquiteto cumpre uma função muito requisitada e imprescindível nessa etapa.


Dessa forma, não pense duas vezes em contratar um profissional adequado e qualificado para transformar seu ambiente em uma ótima experiência.


Selecionamos as principais informações e dicas. Acompanhe a seguir:


  • Funcionalidade


A funcionalidade do ambiente é um diferencial.


Ninguém se familiariza com ambientes bagunçados, móveis desordenados e produtos espalhados sem organização.


Tem alguma memória de um ambiente como esse? Provavelmente, não deve ter sido uma boa experiência para você.


O arquiteto elabora todo o projeto do espaço, organizando cada lugar do mesmo – pensando no fluxo de pessoas e na circulação necessária.


Portanto, a arquitetura tem a função de trazer uma boa infraestrutura, aliada a segurança e a estética da empresa.


  • Mobiliário adequado


Esse é um ponto que passa despercebido diversas vezes.


Entretanto, os móveis escolhidos fazem toda a diferença no espaço em questão.


O mobiliário é adaptado conforme a identidade visual do negócio, a funcionalidade do ambiente, o espaço de uso que está sendo disponibilizado, as cores que combinam com a proposta escolhida – enfim, são muitas características que precisam ser avaliadas antes de decidir o mobiliário do ambiente.


  • Cores

As cores são levadas muito a sério em arquitetura.


Isso acontece por conta das sensações, sentimentos e conceitos que elas trazem.


A escolha das cores deve estar associada com a identidade visual da empresa.


Por exemplo, se é uma empresa conservadora e séria, não costuma ter muita diversificação de cores.


Já em empresas mais descontraídas, as cores vibrantes são usadas com mais frequência.


Independente do tom, cada cor ativa um tipo de sensação diferente nas pessoas.


Mesmo sendo inconsciente, elas podem se sentir desconfortáveis em uma empresa por conta das cores utilizadas no ambiente, por exemplo.


Conforto acústico


Estar em um espaço com poluição sonora é algo extremamente desconfortável. Pode causar dores de cabeça, estresse e falta de concentração.


Em um ambiente cheio de pessoas, devem ser realizadas estratégias e planejamentos para combater esse problema sonoro.


Você pode ter um conforto acústico através de medidas como:


  • Paredes e janelas com isolamento acústico suficiente para suprir os sons do ambiente;


  • Tapetes e carpetes: ajudam na diminuição de sons de ruídos de sapatos, cadeiras e móveis sendo arrastados, entre outros exemplos – depende do ambiente em que você está localizado;


  • Paisagismo corporativo: as plantas reduzem os ruídos causados no ambiente. Embora não sejam utilizadas em todos os ambientes, seu uso tem crescido muito. As paredes verdes são muito utilizadas, mas se você preferir por algo menor, pode espalhar plantas pelo seu ambiente.


Conforto térmico


Você já visitou um ambiente em que as temperaturas eram muito elevadas ou muito baixas?


Bom, isso se trata do conforto térmico aderido pela empresa.


É difícil obter um conforto para todas as pessoas presentes no ambiente, mas é preciso que seja satisfatório para a maioria.


Ao estabelecer o conforto térmico de forma eficiente, as pessoas não sentem nem muito frio e nem muito calor.


Devem estar confortáveis e sem necessitar de casacos ou algo relacionado.


Algumas dicas para obter o conforto térmico no seu ambiente:


  • Ventilação natural: faça uso das soluções naturais que são disponibilizadas no seu negócio, além de diminuir os gastos, você ainda coopera com o meio ambiente. Por exemplo: janelas abertas e soluções arquitetônicas especificas para a entrada de ar.


  • Ar-condicionado: apesar de ser a primeira escolha dos ambientes, nem sempre é o mais eficaz. De qualquer maneira, se o uso for indispensável, deve ser utilizado com cautela e seguindo as normas. A limpeza do ar-condicionado deve estar sempre em dia, diminuindo os riscos de doenças de quem está presente.


  • Muitas pessoas desenvolvem problemas respiratórios, gripes, dores de cabeça, enxaqueca e outros por conta do uso indevido do ar-condicionado. Sendo assim, se preocupe com a saúde dos seus clientes e da equipe.


Utilização de recursos tecnológicos e modernos


É fato que a tecnologia não para de evoluir e trazer soluções para a vida de todos.


E por conta disso, usufrua das facilidades que ela traz para o seu negócio.


Independente da área do seu empreendimento, a tecnologia sempre disponibiliza novas ferramentas para serem aplicadas.


Por exemplo, em restaurantes há o uso de cardápios eletrônicos.


O cliente faz o pedido através de um dispositivo eletrônico na mesa, sem precisar de atendentes.


Ele realiza o pedido e a comanda chega até a cozinha. Prático, não é?


E o seu negócio? Quais são as características de inovação que ele apresenta?


Fique por dentro da sua área e analise qual a melhor forma para trazer recursos tecnológicos e modernos para o seu negócio e os seus clientes.