Como expandir meu negócio e torná-lo uma franquia?

Sabia que adotar o franchising como meio de expansão pode ser um bom negócio, mas é necessário ter em compensação muito de planejamento?

Cada processo precisa estar registrado em Manual.


Para um negócio original começa a fazer sucesso entre os consumidores, os possíveis franqueados que estejam interessados na marca, precisam sanar muitas dúvidas, sendo elas em relação a quais características o empreendimento precisa ter para se tornar uma rede e quais são os passos antes de chegar lá.


Desvendando o franchising para expandir meu negócio:


O franchising não é nada além de uma estratégia em seu negócio que possa ser replicado facilmente. Mas, entretanto, não há nada fácil nesse tipo de expansão.


É essencial estabelecer todos os processos do dia a dia da operação e registrá-los em manuais, contratar uma assessoria jurídica para elaborar os contratos e a Circular de Oferta de Franquia, estruturar a equipe que irá dar apoio ao franqueado e determinar os canais para divulgar a marca aos candidatos.

E quanto ao investimento?

O investimento possui uma significância relevante, se você for considerar o tamanho do porte desse modelo de negócio.

Ou seja, antes de franquear seu negócio, reflita sobre alguns pontos.

Então, confira os procedimentos necessários para você matar a sua eterna dúvida: "Como expandir meu negócio?"

1. Pense na transformação


Para transformar seu atual negócio em uma franquia e ter a possibilidade de expandir seu empreendimento com segurança, é bom que você considere a demanda por seu produto ou serviço.

Reflita no potencial de expansão da marca.


Você oferece algo que é altamente demandado pelo mercado?


Além disso, há muitas ou poucas empresas que fazem o mesmo que você?


Existem empresas que não dão conta da procura por aquilo que vendem.


Nesses casos, pode fazer sentido haver outras unidades da marca. 2. Atente a todos os detalhes


É essencial escrever todos os passos e os processos da operação.


Não é algo fácil, mesmo para um empreendedor extremamente organizado.


Também é necessário transformar os procedimentos em ações que possam ser desempenhadas por outras pessoas, o que pode ser difícil para empreendedores muito centralizadores ou que tenham empresas que só funcionem com as competências do fundador.


3. Contrate um advogado


Em qualquer franquia, para expandir meu negócio é necessário dispor de documentos muito específicos.


É preciso elaborar a Circular de Oferta de Franquia (COF) e o contrato de franquia.


Também é necessário ter a marca registrada.


Verifique os custos legais de aderir ao franchising e procure advogados que já tenham essa experiência no mercado. 4. Eleja o seu franqueado ideal


Na seleção de franqueados, não basta escolher aquele que tem interesse na marca e o dinheiro necessário para o investimento inicial.


O parceiro precisa ser meticulosamente escolhido.


É preciso elencar todas as características que serão exigidas dos candidatos, incluindo experiência e competências, e estruturar um processo seletivo.

5. Considere financiamento externo


Um caminho para realizar o investimento exigido para virar franqueadora é trazer um novo sócio.


Tornando-o dono de uma parte da empresa também.

6. Troque de função


Tenha em mente que administrar uma rede de franquias é muito diferente de liderar uma marca própria.


É como dois negócios diferentes, com atividades, rotinas, equipes e finanças distintas.


Seu dia a dia irá mudar completamente. 7. Converse com com quem já possuí experiência

Para conseguir aprender todas essas novas competências, contate e peça a mentoria de quem já passou por isso.


Procure também grupos de empreendedores de franquias e participe de eventos. As pessoas não dirão não para ajudá-lo.


Quando um negócio original começa a fazer sucesso entre os consumidores, aumenta o número de interessados em abrir uma franquia da empresa.


Assim, surgem as dúvidas em relação a quais características o empreendimento precisa ter para se tornar uma rede.

Esse caminho para aumentar um negócio, de modo que possa ser replicado facilmente, é conhecido como franchising.


No entanto, não há nada fácil nesse tipo de expansão. Isso tudo requer investimento alto. Então, antes de franquear seu negócio, reflita sobre alguns pontos:

• Analise a situação legal da empresa;

• Planeje o processo de formatação da franquia;

• Elabore o plano de expansão da rede;

• Sistematize os processos para os franqueados;

• Elabore os contratos da franquia;

• Venda a franquia;

• Selecione os franqueados.


Quais são as vantagens de expandir meu negócio por meio de franchising?


O franchising consiste na concessão de um direito de uso fornecido por um empresa proprietária de uma marca para que o investidor possa replicar em outras localidades um formato reconhecido e bem sucedido de negócio.

Este negócio pode ser um serviço, um produto ou até mesmo um conceito.


As franquias abrangem diversos segmentos de mercado e têm como principal característica a padronização de processos e de produtos.

Ao expandir sua empresa por meio do franchising, o proprietário da marca assume uma série de responsabilidades.


Além de fornecer o suporte e transmitir o know-how sobre todas as operações, ele também tem o deve:

• gerir a imagem da marca e cuidar das ações de marketing direcionadas ao consumidor final;

• investir na pesquisa e inovação para implementação de novos produtos e serviços;

• buscar constantemente o aperfeiçoamento dos sistemas de gestão da rede e das unidades;

Apesar de parecer um pouco difícil gerir uma rede, é possível afirmar com toda a certeza que o franchising é o melhor caminho para quem está buscando expandir um negócio.

É preciso ressaltar que nenhuma das responsabilidades citadas é exclusiva do gestor de franquias.


Ao contrário, trata-se de ações indispensáveis para que qualquer negócio dê certo, independentemente do formato escolhido.


A diferença é que, ao contrário da expansão convencional, as vantagens do franchising são muitas.

No futuro, o baixo custo irá favorecer para possíveis investimentos maiores.


Isso porque, ao se tornar um franqueador, você pode expandir um negócio investindo muito pouco. Como mencionamos anteriormente, o franchising consiste na concessão do direito de exploração de uma marca.


Desta forma, você irá se associar a parceiros que irão dividir com você diversas responsabilidades.

Para a abertura das novas unidades, serão os franqueadores que irão arcar com os custos relacionados a:

• compra ou aluguel do imóvel para instalação da unidade;

• reforma do prédio para adaptar a arquitetura à identidade da marca;

• custos dos equipamentos necessários para prestação do serviço;

E através do seu Manual, seus franqueados irão acompanhar todas as etapas do processo anterior à inauguração.


Contudo, além de gastar pouco, o trabalho também é reduzido se comparado ao necessário para abrir uma filial própria.

Agora que você já conferiu como expandir meu negócio, fique atento que a combinação desses fatores garante um risco substancialmente reduzido.


Siga sempre os indicadores de desempenho de franquias e obtenha sucesso!

Os franqueadores podem crescer para centenas ou mesmo milhares de unidades, com um investimento limitado e sem gastar do seu próprio capital na expansão da rede no futuro.

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar