Branding em Arquitetura: Você sabe a importância?

Por que o termo branding se faz necessário no mundo dos negócios da arquitetura?


Por que a designação de tal nomeação é um fator essencial para qualquer empresa?


Neste artigo iremos responder essas perguntas e ir mais adiante no tema.

Será que você sabe de onde vem a palavra branding?

Esquecendo apenas da parte estratégica do mundo dos negócios, um tempo atrás o seu significado era restrito à criação e ao comércio de gado, interessante, não?


Sendo assim, a verdadeira origem do termo Branding vem do inglês Brand sendo em sua tradução real o termo Marca, enquanto o Ing significa estar realizando, ou seja, movimentando estrategicamente.

Se você ainda não conhece, a palavra Branding é a gestão de marca com o objetivo de torná-la popular e instigante para o público, se atentando ao fato de ser positiva na mente dos seus consumidores.

Do contrário do que muitos pensam, a estratégia não serve apenas para companhias conhecidas pelo mundo todo como a Coca-Cola por exemplo, o fator da marca ter se consolidado na verdade veio pelo meio do Branding, toda marca necessita de um marketing pensado e elaborado estrategicamente até se consolidar.


Portanto, como explicado, o termo branding é o nome dado ao processo de construção de uma marca, vale ressaltar que tal termo é a arquitetura de qualquer marca.

Então, ao envolver o conceito de identidade, através do posicionamento e a proposta de valor de uma marca o termo é empregado no processo do branding, sendo parte de uma junção entre alinhamento com as estratégias do negócio.


Branding x Arquitetura: qual a relação?


Se você está ansioso(a) para para criar essa relação entre espaço e mensagem, é preciso que o arquiteto seja um tradutor visual e entender de verdade o que cada empresa quer representar com sua marca.


A ideia é pensada simetricamente para que tudo corra como o esperado para a marca; e devido a esse fato, ao contratar bons profissionais, a garantia de uma boa consolidação da sua marca é certa.

Conquanto, usar a comunicação do seu propósito e valor ao consumidor, companhias que enxergam o valor do branding, criam uma identidade visual transcendente e aplicando-a aos inúmeros tipos de identidade com clientes, como, logotipo, as embalagem, o website; as redes sociais, estandes, uniformes, sinalização, e etc.

A Arquitetura se transforma em um poderoso recurso de branding, no momento em que o ambiente físico faz parte de um processo sensorial, ou seja, parte de um conjunto de experiências com o cliente, sendo capaz de conectar as pessoas sensorialmente e emocionalmente às qualidades e valores relacionados à marca.



Mas para alcançar tais conexões entre o brand e o consumidor, o branding precisa ser incorporado ao projeto arquitetônico com um todo.


O que faz com que a marca seja integrada ao espaço corporativo para que funcionários, clientes, investidores e parceiros que são convidados ao escritório para entenderem seu significado de forma clara e sensitiva.


E isso se faz como papel do arquiteto que deve enxergar e entender a personalidade da marca e contanto, vale também reconhecer a cultura corporativa a fim de harmonizar essas qualidades e traduzi-las, demonstrando-as em formas, materiais e cores, criando uma relação entre espaço e mensagem que deseja transpassar.


Vale ressaltar que isso não se trata só de aplicar a marca nas paredes do escritório, mas de criar identificação com toda a cultura organizacional, deixando o espaço mais confortável e receptivo para todos que o frequentam e, ao mesmo tempo, relacionando-se ao processo de branding.

É justamente por isso que uma estratégia de Branding se faz essencial.


Você nunca terá controle total sobre como sua empresa será percebida, o que faz com que você tenha que se diferenciar da concorrência, criando uma marca única e que entregue experiências incríveis do início ao fim.

Portanto, o branding é a personificação de uma marca que usa como processo de construção um conteúdo referente a uma pessoa, como alguém que sente, escuta, age, pesa e etc, de como ela possui a capacidade de entender o outro.


Dentro do conceito de branding irá alavancar com que a marca se conecte com as pessoas através de uma identificação.


Pensando estrategicamente na sua forma de pensar, o branding cria uma relação de identidade visual, a visão da companhia, transformando sua personalidade como de fato ela fosse alguém, porque o seu foco é se conectar com os seus consumidores.

Se você busca empatia com os seus clientes, o papel do arquiteto no valor de branding deve possuir como missão conhecer a cultura corporativa com a finalidade de harmonizar sua visão e seu valor e reproduzi-las em formas, materiais e cores, criando uma relação entre espaço e mensagem como mencionado anteriormente.


O foco aqui é criar uma identificação com toda a cultura da empresa, tornando o espaço confortável e receptivo para todos que o frequentam e, ao mesmo tempo, criar uma consistência entre o branding com o mapeamento dentro de analises de como o seu cliente irá enxergar o seu negócio.


Possui inovação?


Será que te deixará à frente dos seus concorrentes?


Bom, tudo fará parte de uma pesquisa de mercado, e é por isso que o branding é essencial para qualquer empresa que busca reconhecimento no mercado.

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar