4 dicas para definir o avatar do seu marketing





Você sabe a diferença de público alvo e avatar?


Público alvo é um termo amplo para os clientes que você pretende atingir, são definidos a partir de características em comum dos indivíduos, como idade, sexo, localização e nacionalidade.


Os empreendedores iniciantes preferem focar no público alvo para não perder venda, mas na realidade isso não cria uma conexão com os seus clientes, dificultando o interesse no seu negócio e na sua marca.


Um exemplo para público alvo é: Homens de 25 a 44 anos, residentes do estado de São Paulo, empreendedores, que buscam ampliar seus negócios através da arquitetura.


Já o avatar é a personificação do seu público alvo, para quem você deve direcionar sua comunicação.


A criação do avatar ou persona deve ser baseada em informações reais, como o comportamento, pensamentos, sentimentos, características demográficas, nome, idade, objetivos e história.


O objetivo é entender quais são as suas dores e seus medos, tudo para otimizar seus resultados e criar um conteúdo mais assertivo para atrair clientes.


Como criar o meu avatar?


Separamos 4 dicas para criar o seu avatar com mais facilidade.

1. Entenda o seu negócio


Faça as seguintes perguntas para analisar o seu negócio antes de criar uma persona:


- Qual a missão da sua empresa?


- Por que ela existe?


- Quem são os seus compradores?


- Por que eles escolhem comprar com você? Qual o seu diferencial?


- Quais são as expectativas deles?

2. Crie sua persona


Você precisa criar um enredo, personalidade e história para uma personagem ganhar “profundidade”, isso também deve ser levado em consideração para um avatar. Você precisa descobrir o que o motiva a agir. Pense nos seguintes dados:


- Dados demográficos – nome, idade, onde mora, onde trabalha, qual é o seu cargo


- Quais são os seus valores?


- O que ele consome no dia a dia?


- Quem o influencia?


- Qual é o seu sonho?


- Qual a sua renda?


- O que ele precisa? Por que não consegue atingir os seus objetivos?


- Quais são as marcas que ele admira? (Através da marca podemos entender alguns traços da sua personalidade, como por exemplo a Apple, sabemos que é uma pessoa que gosta de tecnologia, novidade e gosta de status)


- Como ele se porta (opiniões políticas, futebol, religião...)


Junte todas respostas e trace um perfil para a sua persona.





3. Crie nichos de atuação para cada avatar


Muitos empreendedores acreditam que o seu produto é para todas as pessoas, para todas as idades e para todos os gêneros. Caso isso realmente ocorra tente separar seus produtos para diferentes personas.


O Mcdonald’s é o maior exemplo disso, seus produtos atingem uma grande quantidade de pessoas, mas eles criaram nichos para atuar no marketing, como por exemplo:


- Mc Lanche Feliz para as crianças;


- Saladas e sucos para pessoas com uma alimentação mais saudável.


4. Analisar


Mas e se no seu caso você ainda não tem um cliente para se espelhar, já que está na fase de desenvolvimento do produto ou serviço? Essa lista vai te auxiliar:


- Defina sua área de atuação e pesquise sobre ela, assim terá domínio sobre o assunto e será mais fácil falar sobre ele. A pesquisa também pode ajudar a conhecer quais são os públicos que se interessam pelo assunto.


- Converse com as pessoas que tenham interesse no assunto, pergunte e analise o perfil delas. Observe termos usados, as histórias contadas, jargões, expressões e dores.


- A ferramenta Audience Insights do Faceboook auxilia na busca de pessoas que procuram por um serviço parecidos com o seu. É possível descobrir idade, gênero e áreas de interesse.


- Formulários de pesquisa podem ajuda-lo a entender seu público, faça as perguntas com teor demográfico e comportamental, mas não crie algo longo ou difícil de ser respondido.


- Lance um MVP (Produto Mínimo Viável), ele é uma fase teste do seu produto, que possibilita analisar resultados reais do seu projeto. Assim é possível interagir com o seu público e analisar o seu perfil. Já falamos sobre o Canvas, ele é um modelo que pode te auxiliar a criar o seu MVP.


Como colocar isso em prática?



Ao iniciar a criação de uma ação de marketing lembre dos interesses, hábitos, comportamentos e principalmente das dores do seu avatar.


A dor irá conectar sua marca com o avatar, ele se sentirá acolhido e compreendido por você, seja a pessoa que vai solucionar os seus problemas. Existem algumas perguntas que facilitam entender as dores:


- Qual é o seu objetivo?


- O que ela estava tentando realizar?


- O que aconteceu para as coisas piorarem?


- Quais são os conselhos que ela escuta?


Com isso em mente crie sua estratégia de venda para solucionar todas as questões que afligem o cliente.


E você já criou o avatar da sua empresa?

e-book-passo-a-passo.jpg
infografico-implantaçao-franquia.jpg
infografico-como-funciona-o-manual-de-ar