4 ideias para a sua vitrine fazer sucesso

Atualizado: 22 de Out de 2019





Por que a vitrine é importante?


As vitrines costumam ser o cartão de visitas do seu negócio.


Nela você distribui seus produtos, sua originalidade e o que mais tem a oferecer.


É uma forma do cliente conhecer um pouco da loja antes mesmo de entrar no estabelecimento.


Afinal, o perfil da loja deve estar adequado com os itens da vitrine.


Além disso, os consumidores não precisam se sentir intimidados a entrar na loja.


Apenas pela vitrine, eles já têm noção do que está esperando-os lá dentro.


Por isso, tem que caprichar na decoração, hein?!


Identidade visual




Toda marca possui sua identidade visual.


Essa identidade é algo que não pode ser adquirida de outros negócios, deve ser autêntica.


Para elaborar sua identidade visual de forma correta, é preciso conhecer a loja e a proposta que você deseja passar.


Se você já tem isso em mente, é perfeito para o caminho a ser percorrido.


Ou seja, a sua identidade é a imagem do seu negócio.


É como os seus consumidores irão te enxergar.


Ao ver a marca registrada da empresa, as pessoas já conseguem saber do que se trata.


É feito um reconhecimento rápido, se a identidade visual for realizada de maneira versátil e bem apresentada.


Seja firme na identidade visual da sua marca.


Apesar de procurar maneiras para inovar e trazer o melhor para os clientes, não faça o mesmo com a identidade da sua loja.


Fixe uma ideia na cabeça do seu consumidor, para assim ele poder criar conexões entre a sua identidade e ao reconhecimento da loja em si.


Se você alterar o conceito da identidade, as pessoas esquecem e você acaba perdendo a credibilidade.


Marketing


A vitrine colabora com outro fator muito importante para a sua empresa: o marketing.


Uma vitrine feita com estratégias e planejamento, gera mais vendas e respectivamente mais sucesso.


E no meio dessas estratégias, nós encontramos o marketing.


O marketing está sempre inovando e trazendo novidades para o mercado.


É ele quem ensina aos empreendedores novas maneiras de chamar atenção dos clientes em potencial.


A vitrine é uma forma de fazer marketing.


Ao elaborar sua vitrine, você consegue criar um contato com o cliente – uma aproximação.


Pode se dizer aproximação e até mesmo o inicio do relacionamento da empresa para com o cliente.


Ao expor informações na vitrine como preço, tamanho, dicas, promoções imperdíveis e outros recursos, você está entrando em comunicação com o seu cliente.


Você não precisa falar diretamente com ele, pois a vitrine cumpre esse papel inicial.


Viu como algo que parece simples pode mudar o seu negócio?


Se você gostou de ler sobre a importância e as funções da vitrine para o seu negócio, agora nós vamos te ensinar como colocar isso em prática.


Tudo pronto? Acompanhe:


1. Iluminação


A iluminação é capaz de mudar um ambiente em pouco tempo.


Alguns esquecem da sua importância, mas nem imaginam o quanto estão perdendo para a funcionalidade da vitrine.


Quando a luz é usada de forma incorreta, você acaba tendo prejuízos para o seu negócio.


O seu ambiente pode ficar muito claro ou muito escuro, por exemplo.


E é esse desconforto visual que afasta os clientes.


Você pode utilizar a iluminação natural (proveniente da luz solar), iluminação indireta e iluminação direta.


A iluminação indireta é aquela que a luz é espalhada de maneira uniforme para o espaço.


Ou seja, não existe um ponto de foco nela, é distribuída igualmente.

Já a iluminação direta é quando a luz evidencia um objeto especifico, por exemplo.


Portanto, essa luz possui um foco, um objetivo de iluminação.


Com ela, você pode destacar os produtos que deseja na sua vitrine.


E assim, chamar mais atenção do seu público-alvo.


A iluminação natural é mais difícil de ter acesso.


Se a sua loja estiver em um ambiente aberto, fica mais fácil de obter.


Dessa forma, você economiza porque não tem nenhum custo aproveitar a luz do sol e ainda ajuda o meio ambiente, gerando sustentabilidade para a empresa.


2. Cores


As cores são decisivas na hora de montar a sua vitrine.


Você pode utilizar as cores da sua identidade visual, trazendo mais foco para a marca.


De qualquer maneira, você pode sempre trocar a cor da sua vitrine e inovar.


Mas lembre-se: as cores dizem muito sobre a sua loja e as suas propostas perante ao negócio.


Algumas pessoas deixam isso de lado, mas as cores possuem significados.


Segundo a Psicologia das Cores, é possível sentir emoções, sentimentos e sensações ao ver uma cor especifica.


É claro que isso muda de pessoa para pessoa, mas ainda é concreto.


Invista em cores que combinem com a sua vitrine.


Não pense nas cores como apenas um elemento da sua decoração – pense como um item que muda toda a aparência da loja, até mesmo o recebimento dos consumidores.


Após isso, escolha as cores que combinam com a proposta do seu negócio e da vitrine.


Estude, análise e decida por quais cores o seu negócio precisa para completar a vitrine.


Vamos falar brevemente sobre o significado das principais cores:

  • Laranja: desperta alegria e o interesse, impulsionando as compras.

  • Amarelo: aparenta clareza e incentiva o consumo e ao conforto. Ela consegue estimular os olhares para as vitrines.

  • Verde: costuma estar relacionado a responsabilidade e a esperança. Incentiva a busca pela saúde e uma vida mais leve.

  • Azul: proporciona a confiança e estimula a produtividade. Representa tradição e profissionalidade.

  • Marrom: representa aconchego e demonstra organização.

  • Branco: remete à paz, calma e limpeza. É capaz de modernizar o espaço e aderir ao visual clean.

  • Preto: demonstra sofisticação. Deixa o ambiente elegante, sério e moderno.


3. Temas e tendências


A sua vitrine deve estar de acordo com a atualidade.


Por exemplo, se a estação do ano é inverno no momento, você não vai expor roupas de verão na sua vitrine, certo?


Dessa forma, a vitrine deve combinar com os temas e tendências.


Isso chama a atenção do público-alvo, pois é uma novidade da loja.


Você só vai conseguir montar a sua vitrine quando projetar o seu objetivo.


Listamos alguns exemplos:


  • Promoções;

  • Liquidações;

  • Promover produtos novos;

  • Divulgar tendências;

  • Datas comemorativas como Natal, Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados e entre outros;

  • Mudança de estações.


4. Organização


A organização da vitrine deve ser o primeiro objetivo da loja.


De nada adianta ter uma vitrine com as cores certas, iluminação adequada e esquecer de organizar os produtos.


Pode parecer estranho, mas muitas vezes acontece nas vitrines.


É comum esquecer de repor uma roupa, um relógio ou qualquer outro item exposto.


Ao deixar a vitrine sem reposição, as pessoas ficam confusas ou até mesmo acham que aquele produto está esgotado – mesmo não estando.


Portanto, você pode perder inúmeras vendas por conta de um esquecimento.


A organização passa credibilidade para a loja.


Demonstra que você está preocupado em levar o melhor para os seus clientes, inclusive com muita atenção e responsabilidade.


Quando a vitrine está desorganizada, com produtos fora do lugar, preços errados, cores que não combinam, o consumidor acaba perdendo a confiança do estabelecimento.


Devemos frisar que, a confiança é um dos pilares do relacionamento com o seu público.


Se eles não confiam na sua marca, acabam diminuindo as compras, falando da reputação da loja e da qualidade.


Esperamos que você tenha anotado as dicas e ideias disponibilizadas nesse artigo.


As vitrines são os cartões de visitas da sua loja, portanto, não hesite em transforma-las numa experiência agradável, bonita e convidativa.


Use nossas informações para atrair seus consumidores e gerar mais vendas ainda.


Não esqueça de estar sempre conectado as tendências e inovações do mercado – mostre que a sua empresa está preocupada com a qualidade e a mudança para o melhor.


Boa sorte!