10 erros de Arquitetura que podem diminuir o crescimento do seu comércio

Atualizado: 26 de Jul de 2019

Veja como a Arquitetura é fundamental para o crescimento do seu comércio e saiba evitar os erros


Tenho um artigo explicando detalhadamente sobre como o Projeto de Arquitetura pode alavancar as suas vendas.


Deixe aberto aí em uma segunda aba e dá uma olhadinha lá após ler este.


Hoje eu quero conversar sobre os 10 erros de Arquitetura que podem diminuir o crescimento do seu comércio.


Como eles ocorrem e o que fazer para evita-los.


Como todo bom papo, primeiro nós começaremos pelos locais comuns, aqueles erros simples que passam despercebidos, depois entraremos nas questões mais amplas.


Então, fique confortável, pegue uma bebida (para afastar o calor) e sente-se comigo.


Vejamos quais são os 10 erros de Arquitetura que podem (e certamente irão) diminuir o crescimento do seu comércio.


1. Projetos Arquitetônicos que não contemplam filiais


Um dos primeiros erros que nós encontramos no mercado do varejo.


Muitos lojista não se dão conta da possibilidade de desenvolverem uma rede de filiais no futuro.


Então o projeto acaba sofrendo as consequências.


Veja bem, não estou dizendo que você deva considerar uma filial desde o primeiro dia, afinal de contas, tenho certeza de que você tem total controle sobre o seu modelo de negócios e sobre os objetivos de expansão da marca.


Contudo, é importante salientar que o seu projeto de Arquitetura deva ser replicável, em outras palavras, que ele possa ser reproduzido em filiais.


2. Desatenção com a iluminação do ambiente


Alguns lojistas consideram a arquitetura com um olhar inteiramente pragmático.


O que eu quero dizer?


Que eles esperam que o projeto de Arquitetura resolva os problemas de organização e espaço, nada mais.


Esse lojista acaba esquecendo que faz parte de um projeto de Arquitetura a elaboração da iluminação do ambiente.


Pode acreditar quando lhe digo, a iluminação faz toda a diferença.




Projeto Flagship Samsung – Artusi Arquitetura



Como é uma boa iluminação?



“Minha loja está clara e sem pontos de escuridão, então a minha iluminação está correta, certo?!”


Hum! Não é bem assim.



Pense que a iluminação é responsável por criar a atmosfera do seu comércio.



Como eu gosto de citar exemplos, pedirei para que você faça o teste: pense agora mesmo em uma famosa loja de presentes criativos que está em todos os Shoppings do Brasil.


Depois pense em uma loja de departamento, daquelas grandes, também presente em diversos shoppings centers.


Agora compare, mentalmente, a iluminação e a atmosfera das duas lojas!


Viu só? Cuidar para que a Arquitetura faça um projeto de iluminação poderoso é fundamental.


3. Falta de cuidado com a comodidade dos colaboradores



Sua loja está perfeita, todo o layout foi pensado para ser utilizado em diversas filiais e a iluminação é impecável, mas ao olhar para os seus colaboradores você percebe que eles ficam um tanto deslocados dentro do ambiente.


Esse é um erro básico que precisa ser evitado


Garantir que os colaboradores tenham espaço para que possam trabalhar com conforto é fundamental para o crescimento do seu comércio.


Apenas pense comigo sobre o assunto.


Um colaborador desconfortável ficará, mais dia ou menos dia, completamente descontente com o serviço e isso será refletido no atendimento.


Quando o desconforto do colaborador atinge o cliente, os números diminuem e o seu crescimento é interrompido.


Coloque o conforto dos colaboradores como um item no checklist para o seu próximo projeto de Arquitetura.


4. Aprenda a lidar com as cores


Veja se você se encaixa neste perfil: o logotipo da minha marca é composto por duas cores, então, o meu estabelecimento terá que ter essas duas cores espalhadas pelo ambiente. Ponto final.


Esse é o seu caso? Tenho algumas notícias para lhe dar.


Primeiro, sim, você tem razão.


É bom que o logotipo da sua marca esteja incorporado ao projeto de Arquitetura.


Faz parte da construção do seu branding e será ótimo para que o cliente se lembre de você.




Fonte: http://colunas.revistaglamour.globo.com/


Contudo, e eu preciso reforçar isso muito bem:



Você não deve cansar o cliente com a exposição excessiva das suas cores. Ainda mais se as composições da arquitetura não forem harmônicas ou funcionais.




Veja, nem todas as cores que estão presentes no logo serão bem-vindas em um projeto de Arquitetura.


Na dúvida, deixe que a equipe de arquitetura planeje a disposição das cores.


Dê um voto de confiança.


5. Tentar copiar projetos de outras lojas


Esse erro não acontece com tanta frequência e eu sei que ele dificilmente será o seu caso, mesmo assim resolvi coloca-lo na minha lista de 10 erros de Arquitetura que podem diminuir o crescimento do seu comércio, só para garantir.


Alguns lojistas gostam de tentar copiar soluções arquitetônicas que eles encontraram em outras lojas.



Por exemplo: lojista vendedor de chocolates visita uma loja de tênis e gosta da solução que consiste em deixar toda a infraestrutura exposta, com as calhas e os fios aparecendo. Então ele solicita um projeto igual, pede para que a sua loja também tenha toda a infraestrutura à mostra.




O que estou dizendo é que deixar a infraestrutura exposta não é uma ideia ruim em si.


Entretanto, é preciso ter a segurança de que o projeto de Arquitetura será voltado para as características e qualidades da sua marca.

Apenas importar outra solução sem qualquer cuidado não será garantia de sucesso.


6. Ficar sem buscar referências


Para complementar a dica anterior e solucionar qualquer confusão que possa ter surgido, eu vou colocar a busca de referências no item 6.


Vamos conversar sobre ela.


O que é buscar referências e qual é a diferença para a cópia?


Buscar referências é uma forma de aumentar a sua percepção sobre as soluções Arquitetônicas do mercado.


Você visitará outras lojas com o intuito de buscar inspiração para o seu comércio.


A cópia, por outro lado, é apenas uma atividade grosseira de pegar uma ideia que funciona bem em um lugar e tentar – sempre sem sucesso – implementar ela em outro.




Quem busca referência fica inspirado, quem vai atrás da cópia não aprende nada.


7. Não dedicar tempo ao projeto de Arquitetura

Se você deseja contratar um escritório de arquitetura apenas para depois virar às contas e não lidar mais com o desenvolvimento das soluções, então você certamente terá problemas no futuro.



O projeto de Arquitetura para varejo está interessado em transformar tudo aquilo que não é palpável na sua marca em algo físico.


Pense na possibilidade de desenvolver uma loja em que o espírito da sua marca esteja incorporado no projeto físico.


Os clientes saberão o que esperar do seu produto muito antes de trocarem duas palavras com qualquer atendente.


Esse tipo de resultado é possível e acontece diariamente, mas exige comprometimento de todos os envolvidos.

Tanto da equipe desenvolvedora, quanto do cliente que solicitou o projeto.


8. Começar a obra sem um projeto executivo detalhado


O projeto executivo é o documento fundamental para iniciar qualquer obra.


Nele estarão todas as informações que serão importantes para que a equipe de construtores consiga desenvolver o trabalho com tranquilidade.


A elaboração do projeto executivo passa pela competência de vários profissionais: a equipe da elétrica, hidráulica, de dados (telefonia), ar-condicionado, entre outros.


Ou seja, é um projeto que contempla todas as soluções necessária para a implementação da obra.


Sem ele, os construtores ficam às cegas.


Está no projeto executivo a garantia da quantidade de material que será utilizado e qual o tempo necessário para cada etapa da construção.


Iniciar a obra sem o projeto executivo é correr o risco de cair em um looping infinito de gastos, além de não ter uma previsão para o término.

9. Materiais de baixa qualidade



Esse erro não costuma ser culpa dos lojistas, mas é bom que você fique de olhos abertos para ele.


Os materiais utilizados para a criação do seu projeto são fundamentais.


É importante que eles sejam escolhidos por uma equipe de confiança, com fornecedores de qualidade que deem garantia pelos serviços prestados.


Azulejos soltando, pisos que racham, luzes que perdem força ou ficam piscando, são alguns problemas que ocorrem quando os materiais não são escolhidos com atenção.


Dica: procure escritórios de Arquitetura que tenham comprometimento com o resultado ao longo dos anos.


10. Estagnação



Qual foi a última vez que você reformou a sua loja? Será que não está na hora de repensar o design?


Assim como os produtos mudam, os serviços evoluem e a tecnologia abre novas possibilidades, junto com tudo isso, os clientes se tornam mais exigentes.


Estagnar a sua loja em um layout antigo é garantia de diminuição do crescimento.


Muitas lojas estão incorporando a tecnologia aos serviços – totens de autoatendimento, painéis digitais, até mesmo Realidade Virtual ou atendimento por Inteligência Artificial.


O meu conselho é que você busque manter a sua loja atualizada.


</